Notícias

São Paulo ganha prêmio internacional e é eleita a ‘Melhor Cidade Global da Música’

Music Cities Awards premia ações culturais notáveis para o desenvolvimento das cidades

De Secretaria Especial de Comunicação

Palco de grandes eventos do mundo da música, como a Virada Cultural, o The Town, Lollapalooza e inúmeros shows que contemplam todos os estilos, São Paulo foi eleita a “Melhor Cidade Global da Música” pela Music Cities Events, em solenidade realizada na noite desta quarta-feira (18), no Alabama, nos Estados Unidos.

A entidade é parceira oficial da ONU e se dedica a desenvolver e aprimorar práticas socialmente responsáveis e a reduzir o impacto ambiental de eventos globais. Há 12 anos, realiza o prêmio global Music Cities Awards para reconhecer as ações mais notáveis da música para o desenvolvimento econômico, social, ambiental e cultural.

Na edição deste ano, São Paulo concorreu com outras nove cidades na categoria “Melhor Cidade Global da Música” e chegou à final com Manchester, no Reino Unido, e Frutillar, no Chile.

Essa categoria premia o município que apoia ativamente o meio musical, seja com a produção, seja oferecendo infraestrutura para receber eventos. E que também promove a inclusão, desenvolvimento econômico, saúde, turismo, planejamento urbano, economia noturna e construção comunitária, por exemplo.

Não faltam exemplos para comprovar que São Paulo preenche os requisitos, como a realização da Virada Cultural do Pertencimento 2023, que teve a presença de 4 milhões de pessoas, ou ter sido palco de grandes festivais, como o The Town, que atraiu 500 mil pessoas e movimentou cerca de R$ 1,7 bilhão nos cinco dias de festival.

Durante o Music Cities Convention são apresentadas as melhores práticas adotadas por líderes nas áreas do planeamento urbano, música, desenvolvimento econômico, turismo, meio acadêmico, e também projetos bem-sucedidos desenvolvidos por organizações sem fins lucrativos e organismos públicos e privados.

“Este prêmio vem para reconhecer a importância de São Paulo no cenário musical internacional, com seus grandes festivais privados e grandes investimentos públicos descentralizados para fazer a cultura chegar à população mais carente onde ela é realmente necessária”, declarou a secretária Municipal de Cultura, Aline Torres.

“A Virada Cultural, o Carnaval de Rua e do sambódromo, o Festival Mário de Andrade, o Mês da Consciência Negra e as festividades de Natal e réveillon são alguns dos grandes exemplos desses investimentos na cultura paulistana”, exemplificou a secretária.

Segundo os organizadores da 12ª edição, este ano foi realizado o maior concurso, com mais de 200 candidaturas provenientes de 25 países espalhados por seis continentes. O evento já passou por pelo Reino Unido, Alemanha, Austrália, China, Coreia do Sul, Canadá e agora está sendo realizado novamente nos Estados Unidos.

O Prêmio possui diversas categorias, que abrangem diversas iniciativas. Em 2023, foram contempladas 11 categorias:

  1. Melhor Cidade Global Da Música;
  2. Melhor Iniciativa De Apoio À Diversidade E Inclusão Na Música;
  3. Melhor Iniciativa De Apoio À Educação Musical E Desenvolvimento De Carreira;
  4. Melhor Iniciativa De Turismo Musical;
  5. Melhor Iniciativa Usando A Música Para Melhora De Saúde E Bem-estar;
  6. Melhor Iniciativa Que Usa Música Para Apoiar A Sustentabilidade Ambiental;
  7. Melhor Iniciativa Que Usa A Música Para Desenvolvimento Econômico, Social Ou Comunitário Em Cidades;
  8. Melhor Iniciativa De Economia Noturna;
  9. Melhor Uso Da Música Para O Setor Imobiliário Ou Planejamento De Cidades;
  10. Melhor Organização Ou Individuo Que Apoia A Música Em Sua Cidade;
  11. Melhor Inovação Digital Para Apoio a Músicos ou Música Em Cidades



SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
E-mail:
 imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br
Facebook I Twitter I Instagram I TikTok I YouTube I Acervo de Vídeos I LinkedIn

Ações do documento

Vídeos

O que São Paulo quer, a Prefeitura faz

Ver agenda completa