Notícias

São Paulo assume presidência do Mercocidades e será sede da 28ª Cúpula em 2023

Prefeito Ricardo Nunes foi eleito para copresidir do evento, que será coordenado pela prefeita de Montevidéu, Carolina Cosse

De Secretaria Especial de Comunicação

A Cidade de São Paulo irá sediar a 28ª Cúpula das Mercocidades que acontecerá em 2023. A capital foi escolhida a sede da reunião pelas delegações de mais de 70 cidades de nove países sul-americanos, representantes de organizações internacionais, sociais e entidades acadêmicas que participaram da edição deste ano em Montevidéu, no Uruguai. Durante o encontro, que terminou nesta quinta-feira (1º), o prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, foi escolhido para ser o copresidente da entidade, coordenado pela prefeita de Montevidéu, Carolina Cosse.

“Foi muito importante para São Paulo ir à Montevidéu, onde dezenas de cidades da América Latina discutiram temas fundamentais como sustentabilidade, questões econômicas, ambientais e sociais, que são defendidos e comentados por nações e estados, mas é nos municípios que as coisas mais acontecem”, afirmou o prefeito.

Nunes também enfatizou a importância do alinhamento das ações, da cooperação e da troca de experiencias entre os países.

“É essencial a participação de nossa cidade, que vai presidir o próximo Mercocidades, do qual participarão mais de 300 municípios, nesses encontros. A capital está despontando sob um aspecto mundial, do ponto de vista das grandes discussões internacionais”, afirmou.

Ações da Prefeitura

Durante a 27ª Cúpula das Mercocidades, Ricardo Nunes divulgou as ações da Prefeitura de São Paulo em prol da sustentabilidade, como a criação da Secretaria Executiva de Mudanças Climáticas(Seclima) e do Plano de Ação Climática (PlanClima), aprovado pela rede de cidades C40 (grupo de grandes cidades para liderança do clima, empenhado em debater e combater a mudança climática, com mais de 43 ações definidas para reduzir as emissões de gases de efeito estufa até 2030, e até 2050, zerar as emissões).

“Estamos no processo de substituição dos ônibus movidos a diesel. Vamos trocar, até 2024, 20% da frota de, aproximadamente, 13 mil veículos. A cooperação internacional é crucial para fortalecermos os trabalhos para atingirmos os objetivos”, afirmou.

O prefeito ainda anunciou que São Paulo vai trabalhar em três eixos temáticos no Mercocidades. O primeiro deles é “Cidades plurais e inclusivas”, com foco na diminuição das desigualdades sociais.

“Agora. especialmente depois da pandemia de Covid-19, é necessário desenvolver ações para recuperar esses dois últimos anos”.

Buscar respostas imediatas, zelando pelas relações futuras e colocando a América do Sul junto com outras cidades globais no alinhamento de diretrizes de sustentabilidade faz parte das iniciativas do segundo eixo. O terceiro e último eixo é reforçar o estímulo à economia criativa e à cultura, como indutores econômicos, em especial para a juventude, com foco na garantia da participação do cidadão.

“Em quase todas as cidades do Brasil o desemprego atinge a faixa que compreende dos 18 anos a 24 anos, o que significa que precisamos dar a ela uma atenção especial”, disse Nunes.

Desenvolvimento real

O prefeito também anunciou que São Paulo irá trabalhar para a construção de agendas comuns, para garantir melhor qualidade de vida para todos os cidadãos, visando a Agenda 2030 (plano de ação global firmado por 193 países membros da ONU, que tem como objetivo a erradicação da pobreza e a promoção de vida digna).

“Se não forem planejadas cidades acessíveis e acolhedoras, não haverá o desenvolvimento real. Para isso, é preciso investir em mecanismos para trocas de conhecimento e que busquem resultados concretos”, finalizou Nunes.

Cidades mais verdes

Nesta edição da Cúpula, as discussões em Montevidéu tiveram como base o lema “Cidades amigas, cidades mais verdes” com três temas principais: cidades ambientalmente sustentáveis, cidades de cuidados e cidades inovadoras. Foram realizadas reuniões em diferentes espaços de trabalho da rede Mercocidades, entre as quais se destacou a Assembleia das Cidades, que aconteceu no final do encontro, nesta quinta-feira, e reuniu as mais altas autoridades e atores de destaque na região. Também foi lançada a Declaração de Montevidéu, documento que refletirá os principais compromissos, demandas e preocupações das cidades.

Sobre o Mercocidades

Mercocidades é uma rede que agrupa 364 cidades da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru, Equador, Uruguai e Venezuela, onde vivem mais de 120 milhões de pessoas. Além do prefeito Ricardo Nunes, a edição deste ano contou com as presenças de Verónica Magario, vice-governadora da província de Buenos Aires; Irací Hassler Jacob, prefeita de Santiago do Chile; Mayra Mendoza, prefeita de Quilmes; e Fernando Gray, prefeito de Esteban Echeverría e atual presidente da Rede Mercocidades. O evento teve, ainda, a participação de membros de municípios de nove departamentos do Uruguai, representantes do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Acervo de vídeos
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

Ações do documento