Notícias

Primeiro lote com 4.400 notebooks é entregue aos professores da rede municipal

Previsão de que a entrega total dos 48 mil computadores ocorra até o mês de setembro; investimento foi de R$ 156,7 milhões

De Secretaria Especial de Comunicação

Docentes que atuam nas escolas pertencentes à DRE Pirituba receberam nesta segunda-feira (31) os primeiros 4.407 notebooks destinados aos professores da rede municipal de ensino. A entrega faz parte do primeiro lote adquirido pela Secretaria Municipal da Educação, com o objetivo de aperfeiçoar o ensino na capital. O prefeito Ricardo Nunes acompanhou a distribuição ao lado do secretário municipal da Educação, Fernando Padula, na EMEF Recanto dos Humildes, na Zona Norte, onde foram entregues 43 equipamentos.

“Estamos vivendo um momento que a pandemia nos mostrou que essa situação de você ter uma relação próxima com a internet, com o uso de computadores e tablets, é muito importante tanto para o ensino como também para outras atividades”, afirmou Nunes.

Durante o mês de junho, outros 7.852 serão distribuídos às escolas das DREs Butantã e Campo Limpo. A previsão de que a entrega total dos 48.549 computadores ocorra até o mês de setembro. Para garantir a aquisição dos equipamentos, foram investidos R$ 156,7 milhões.

“Agora, gradativamente até setembro, nós teremos a entrega desses notebooks que atenderão todos os professores que têm interação com os alunos”, disse Padula. Entre eles: Professor de Educação Infantil (PEI); Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I (PEIF); Professor de Ensino Fundamental II e Médio (PEFM); Professor de Apoio Pedagógico (PAP); Professor Orientador de Educação Digital (POED); Professor Orientador das Salas e Espaços de Leitura (POSL); Professor de Acompanhamento e Apoio Especializado Educacional (PAAE); e Professor em módulo de CJ e Professor contratado.

Professora na EMEF Recanto dos Humildes há sete anos, Elen Toledo utilizava recursos próprios para suprir a tecnologia na sala de aula. “Esses computadores são fundamentais, até uma questão de segurança, considerando a pandemia, pois não precisaremos mais dividir os equipamentos”, disse.

O notebook é uma propriedade da escola municipal e deve ser incorporado ao patrimônio da unidade. Todavia, fica permitido que o professor aproveite o equipamento para uso exclusivamente pedagógico para a realização de planejamento, organização didática, participação em atividades de formação e atividades com os estudantes por meio das plataformas disponibilizadas pela SME ou outras previamente utilizadas pela escola. O professor que deixar de dar aulas deverá devolver o equipamento ao final do ano letivo.

 

Tablets para alunos
Como forma de enfrentar um dos maiores desafios da pandemia, o ensino à distância, a Prefeitura de São Paulo bateu em 21/05 a marca de 100 mil tablets distribuídos para estudantes da rede municipal de ensino de São Paulo. No total, serão entregues 505 mil equipamentos, sendo 465,5 mil destinados aos alunos do ensino fundamental e outros 40 mil para alunos dos Centros de Educação Infantil (CEIs) praticarem atividades em salas de aula. Para garantir a aquisição dos dispositivos, o investimento foi de R$ 600 milhões. Após o início da distribuição, os diretores relataram que houve um aumento significativo de alunos que acompanham as aulas virtuais. Clique aqui para saber mais detalhes.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Incluir para proteger

Ver agenda completa