Notícias

Prefeitura recolhe nos 122 ecopontos 457 mil toneladas de entulhos. Saiba onde descartar corretamente

Com aumento desses equipamentos, Prefeitura conseguiu reduzir em 70% os pontos viciados de descarte na cidade. Em outra frente de atuação, administração municipal vai aumentar as multas para quem fizer descartes irregulares

De Secretaria Especial de Comunicação

Ao mesmo tempo em que a Prefeitura de São Paulo aumenta o rigor das multas para quem descarta resíduos em ruas e vias pluviais – por meio de um Projeto de Lei enviado à Câmara Municipal, na semana passada – a administração municipal oferece 122 ecopontos espalhados por todas as regiões da capital, e outros 40 devem ser construídos até o fim de 2024, onde o cidadão pode entregar grandes objetos (móveis, sofás etc.), poda de árvore e resíduos recicláveis.

Até 2017 a cidade contava com 95 ecopontos. O aumento dos locais de recebimento de desses materiais vem proporcionando a redução dos pontos viciados nas ruas paulistanas. Em 2016, eram 4 mil locais de descarte clandestino; hoje são cerca de 1,2 mil pontos, uma redução de 70%. A diminuição desses pontos viciados contribui para evitar enchentes e reduzir os gastos da cidade com a limpeza pública.
O atendimento desses ecopontos é diário, inclusive aos domingos e feriados. O descarte de material conta com esse suporte estratégico em todas as regiões da cidade. A população pode descartar cerca de 1 m³ por dia, o que equivale a 25% do volume de uma caçamba ou uma caixa d’água de mil litros. No ano de 2022, cerca de 457 mil toneladas foram recebidas nos ecopontos.
Dos 122 ecopontos, a Zona Sul tem 22 unidades; a Zona Norte tem 20; a Zona Oeste 9; o Centro 7 e a Zona Leste dispõe de 64 unidades. Desses, 36 unidades estão aptas para receber também gesso.

Abaixo o endereço dos 122 ecopontos:
https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/subprefeituras/acesso_a_informacao/?p=250404

Multas

Na última quinta-feira (2) o prefeito Ricardo Nunes encaminhou à Câmara Municipal Projeto de Lei que prevê o aumento de R$ 500 para R$ 10 mil na multa para quem descartar resíduos em vias pluviais, que provocam entupimentos e agravam os alagamentos na cidade. Quando o material descartado for cimento utilizado em obras, a multa será multiplicada por três, chegando a R$ 30 mil.
Também está previsto no projeto a elevação do valor da multa de R$ 500,00 para R$ 25 mil para quem depositar entulho, terra e resíduos de massa maior que 50 quilos em áreas e logradores públicos, como ruas e avenidas. O PL estabelece aumento nas multas também para outras infrações, como acumular resíduos sólidos domiciliares em locais não autorizados pelo Poder Público (passando de R$ 50,00 para R$ 2 mil)
O PL prevê aumento das multas para quem não realiza a devida limpeza de uma obra, depois de finalizada, passando de R$ 50,00 para R$ 2 mil por dia. Já para quem deposita resíduos nos chamados “bota-fora”, encostas, corpos de água, lotes vagos, passeios, vias e outras áreas públicas e em áreas protegidas por Lei, a multa passa dos atuais R$ 500,00 para R$ 25 mil por dia.



SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones:
 3113-8835 / 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br
Facebook I Twitter I Instagram I TikTok I YouTube I Acervo de Vídeos I LinkedIn

Ações do documento

Vídeos

O que São Paulo quer, a Prefeitura faz

Ver agenda completa