Notícias

Prefeitura oferece prevenção ao câncer de mama nas unidades básicas de saúde

A campanha do Outubro Rosa alerta sobre diagnóstico precoce

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura, por meio da rede municipal de saúde, oferece a prevenção do câncer de mama começa nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), onde a mulher encontra acolhimento. Caso necessário, é feito o encaminhamento para outros equipamentos de saúde. 

Além disso, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) conta com Serviços de Referência de Mama (SRM), que tem o objetivo de melhorar e ampliar o acesso e a qualidade dos serviços voltados à saúde da mulher. São 11 unidades trabalhando na avaliação diagnóstica precoce e tratamento da lesão mamária. Os SRMs estão localizados em todas as seis Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) da cidade.

Campanha
A campanha Outubro Rosa é realizada anualmente, desde 1990, com o intuito de conscientizar a população sobre prevenção e diagnóstico do câncer de mama, o segundo tumor mais comum entre as mulheres, atrás apenas do câncer de pele, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). O instituto estima em 66.280 o número de novos casos de câncer de mama para este ano.

Dessa forma, é importante que a mulher faça seus exames de rotina periodicamente para que, se houver suspeita, o diagnóstico seja realizado precocemente e o tratamento iniciado o quanto antes.

A incidência do câncer de mama aumenta com a idade, sendo mais comum a partir dos 50 anos. Embora não exista uma causa única, alguns fatores de risco estão relacionados ao desenvolvimento do câncer de mama, são eles:

  • obesidade e sobrepeso, após a menopausa;
  • não ter filhos;
  • primeira menstruação antes de 12 anos;
  • primeira gravidez após os 30 anos;
  • parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  • atividade física insuficiente (menos de 150 minutos de atividade física moderada por semana);
  • consumo de bebida alcoólica;
  • exposição frequente a radiações ionizantes (raios-X, tomografia computadorizada, mamografia);
  • história de tratamento prévio com radioterapia no tórax;
  • uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  • ter feito terapia de reposição hormonal (estrogênio-progesterona), principalmente por mais de cinco anos;
  • histórico familiar de câncer de ovário; de câncer de mama em mulheres, principalmente antes dos 50 anos; e Caso de câncer de mama em homem;
  • alterações genéticas.


Os sintomas que podem gerar uma suspeita de câncer de mama são: nódulo endurecido, fixo e indolor, pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos.

 

 SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Acervo de vídeos
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável