Notícias

Prefeitura assina convênio com Sabesp para realização de obras para preservação da represa Guarapiranga

Acordo também foi firmado nesta quarta-feira (29) com as prefeituras de Embu Guaçu, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. Ampliação do sistema de esgoto beneficiará mais 361 mil pessoas

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo e a Sabesp, assim como as prefeituras de Embu Guaçu, Embu das Artes e Itapecerica da Serra assinaram, nesta quarta-feira (29), convênio para obras de melhoria no sistema de esgotamento sanitário na bacia do rio Guarapiranga. Mais de 361 mil pessoas serão diretamente beneficiadas com esta iniciativa, que também proporcionará saúde, qualidade de vida, preservação do meio ambiente da bacia e da represa responsável pelo abastecimento de cerca de 4,8 milhões de moradores da Região Metropolitana de São Paulo. O evento contou com as presenças do governador em exercício, Rodrigo Garcia; do prefeito em exercício, Milton Leite; e do secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, entre outras autoridades.

“Este convênio que estamos assinando hoje é um trabalho voltado para a saúde pública, para impedir que a sujeira vá para nossas represas Guarapiranga e Billings, que representam o abastecimento de 5,3 milhões de pessoas”, declarou o prefeito em exercício, Milton Leite.

Leite também destacou a importância de combater o esgoto e os loteamentos clandestinos, pois os detritos provenientes dessas ocupações refletem na qualidade da água das represas. Para que essas ações sejam possíveis, o prefeito em exercício abordou a importância de dar unidades habitacionais para a população mais vulnerável.

O governador em exercício, Rodrigo Garcia, enfatizou a importância do saneamento para a cidade.

“Estamos iniciando essas obras que são fundamentais para a cidade, para Embu Guaçu, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. Ter água de tratada e de qualidade é tão bom quanto ter Metrô e contar com serviços de assistência social. É uma felicidade poder realizar  um trabalho como este, mas sabemos que precisamos fazer mais e mais rápido. Por isso, vamos trabalhar para termos dias melhores em 2022”, disse.

Empregos

As atividades envolvem a implantação de cerca de 6 mil ligações de esgoto, de estações elevatórias, de redes e de coletores. O investimento total é de R$ 203 milhões e a conclusão das diversas ações está prevista para entre 2022 e 2025. No total, as obras vão gerar 3.050 empregos diretos e indiretos.

Além dos recursos próprios da Sabesp, os valores do investimento são do Banco Mundial (BIRD) e do Governo do Estado de São Paulo, por meio do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos).

De acordo com o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, as contruções contarão com coletores de e estações elevatórias de esgoto.

“Nosso objetivo é cuidar do meio ambiente, da infraestrutura. Precisamos cuidar das represas, do Rio Pinheiros,  para dar qualidade de vida para a população, nossos filhos, e nossos netos”, concluiu Penido

Sobre as obras

Em São Paulo, para encaminhamento do esgoto da região da margem esquerda do Guarapiranga para a Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Talamanca, serão construídos o coletor-tronco Guavirituba e a linha de recalque Tamanca. A Sabesp vai implantar outras seis novas EEEs e revitalizar a estação já existente na bacia. Desta forma, os bairros Jardim Almeida, São Francisco, Jardim Papai Noel, São Norberto, Jardim Colônia Paulista, Santa Fé, Jardim Santa Terezinha e Jardim Silveira serão diretamente beneficiados com a ampliação do sistema de esgotamento sanitário.

Estão previstas para Embu Guaçu e Itapecerica da Serra  as implantações de uma Estação Elevatória de Esgoto (EEE) e de um coletor-tronco com 1 km de extensão. As obras vão encaminhar o esgoto de diferentes bairros (entre eles Vale da União, Jardim Jacira, Santa Júlia e Mombaça) para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Barueri. Uma população de 5,4 mil pessoas será atendida.

Em Itapecerica da Serra, serão realizadas obras complementares de coleta de esgoto em áreas de proteção ambiental do Parque Horizonte Azul I e II, favorecendo 10 mil moradores. Também haverá a implantação da primeira etapa do sistema de esgotamento sanitário, que beneficiará os bairros Parque Paraíso, Jardim São Pedro, Recreio Primavera e Jardim Itapecerica, abrangendo cerca de 18,8 mil pessoas. Serão executados 3.524 ligações de esgoto e 43,1 km de rede coletora e coletor-tronco. As ações vão gerar ainda mais de mil empregos diretos e indiretos.

A implantação de sistema de esgoto em Embu das Artes vai beneficiar os bairros Jardim Magali, Isis Cristina, Santa Rita e Vista Alegre. Fazem parte do cronograma duas estações elevatórias; 2,4 mil ligações de esgoto; e 14,4 km de redes coletoras e coletores-tronco. Será favorecida Uma população de 7 mil pessoas e 1,9 mil empregos, diretos e indiretos, serão criados.

 

Ações do documento