Notícias

Último mês para motorista parcelar multas de trânsito antigas em São Paulo

Prazo para aderir ao programa inédito da Prefeitura termina em 12 de abril

De Secretaria Especial de Comunicação

O prazo para motoristas parcelarem multas de trânsito antigas na cidade de São Paulo está acabando: os interessados têm até o dia 12 de abril para aderirem ao Programa de Parcelamento de Multas de Trânsito (PPM) da Prefeitura, pelo site ppm.prefeitura.sp.gov.br. A ação inédita permite o parcelamento de infrações cometidas até 31 de outubro de 2016 na capital.

As multas podem ser parceladas em até 12 vezes, com valor mínimo da parcela de R$ 50 para pessoas físicas e R$ 300 para pessoas jurídicas. Se houver mais de um veículo em nome do mesmo proprietário, o parcelamento poderá ser conjunto. Somente o dono do veículo poderá aderir ao programa e a dívida não poderá ser transferida a terceiros.

Quem participar do programa terá o licenciamento liberado e poderá fazer a transferência do veículo para terceiros após o pagamento da primeira parcela. Atualmente, o motorista não pode licenciar o veículo com multa pendente e, sem o licenciamento, fica impedido de circular, vender ou transferir o veículo.

O PPM desvincula a multa da placa do veículo e a atrela ao CPF ou CNPJ do proprietário. Pode participar do programa, inclusive, quem está com o nome inscrito na dívida ativa do município.

Para outras dúvidas ou mais informações, acesse a página ppm.prefeitura.sp.gov.br, onde poderá ser consultado o Manual de Instruções e Perguntas e Respostas, ou ligue 156.

Adesões

Desde o lançamento do PPM, no dia 15 de janeiro, foram registradas mais de 5.900 adesões, totalizando cerca de R$ 20 milhões em débitos antigos negociados. Os valores arrecadados com o programa serão destinados ao Fundo Municipal de Desenvolvimento de Trânsito. Também haverá o repasse obrigatório de 5% do valor total ao Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset), do governo federal.

Vídeos

Plano de combate ao mosquito Aedes Aegypti