Notícias

Saúde alerta para consumo excessivo de bebidas alcoólicas entre os jovens após a liberação das restrições da pandemia

Capital oferece atendimento e tratamento para abuso de álcool e outras drogas

De Secretaria Especial de Comunicação

Durante a quarentena provocada pela pandemia da Covid-19, muitos jovens recorreram ao álcool para lidar com o estresse e a solidão do período e, agora, com a liberação das restrições e o retorno à vida normal, esse consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode se agravar, trazendo consequências sérias para a saúde.

Entre os sintomas agravados pelo abuso de álcool estão ansiedade, ataques de pânico e outros transtornos psiquiátricos. Além disso, o consumo fora do normal dessa substância também pode causar problemas na saúde física, como uma intoxicação no organismo e até mesmo coma alcoólico, nos casos mais graves.

Como buscar ajuda

Na capital, o paciente ou um familiar de quem esteja precisando de ajuda pode procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência. Os endereços estão disponíveis na plataforma Busca Saúde.

Na unidade, uma equipe multiprofissional irá conversar com o paciente, analisar o histórico e os sintomas. Se necessário, fará o encaminhamento para um especialista, como um psiquiatra, ou outro profissional indicado para o caso. É possível, ainda, aproveitar a consulta para solicitar exames, conferir se a vacinação está em dia, buscar orientações sobre benefícios sociais, entre outros.

Pacientes que lidam com a dependência de álcool, tabaco e outras drogas podem contar com o tratamento oferecido pelos Centros de Apoio Psicossocial (Caps), que funcionam como porta de entrada para o atendimento na área de Saúde Mental, da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Quando o cidadão é tratado no Caps, estabelece-se um Projeto Terapêutico Singular (PTS), realizado por diferentes profissionais: psicólogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais. A prática de atividades físicas, participação em oficinas, pedido de exames clínicos e prescrição de remédios podem fazer parte do processo.

O Caps se encarrega também de encontrar outros recursos perto da residência do paciente, que possam ser benéficos ao longo do tratamento.

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Saúde Pós Covid-19

Ver agenda completa