Notícias

Prefeitura inaugura Centro Temporário de Acolhimento (CTA) em Santo Amaro

Serviço foi viabilizado pela Secretaria Especial de Investimento Social por meio de parcerias com empresas da iniciativa privada

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo inaugurou nesta quinta-feira (26), na Avenida Miguel Yunes, em Santo Amaro, Zona Sul, o sétimo Centro Temporário de Acolhimento (CTA) para pessoas em situação de rua. O serviço foi viabilizado pela Secretaria Especial de Investimento Social (SEIS) por meio de parcerias com empresas da iniciativa privada. Com ele, passam de 1.250 vagas de acolhimento apenas nos CTAs, novo conceito de equipamento social implantado por esta gestão.

O espaço funcionará 24h por dia e será administrado pela Associação Beneficente Caminho de Luz (ABECAL), por meio de parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS). O CTA poderá acolher para pernoite até 170 homens em situação de rua, além de disponibilizar outras 50 vagas para atividades de convivência durante o dia.

“Este CTA abre dia 5 de novembro. É uma oportunidade que elas têm de saírem das ruas. Aqui terão um carroçódromo para estacionar suas carroças e canil, com comida e veterinário para seus cães. Este é um gesto humanitário, em reconhecimento dessas pessoas”, afirmou o prefeito João Doria.

As primeiras vagas serão destinadas às pessoas em situação de rua da região de Santo Amaro e da Zona Sul. Os futuros conviventes poderão ser encaminhados pelos Centros Pop e/ou Serviços Especializados de Abordagem Social (SEAS). Os interessados também podem procurar o serviço espontaneamente.

Para receber o sétimo CTA, o imóvel passou por reformas em sua estrutura que foram doadas pelo Grupo Bueno Netto, com investimentos de cerca de R$ 650 mil. No novo equipamento, os moradores em situação de rua terão acesso ao acolhimento, alimentação (café, almoço e jantar), banho, atendimento social e também poderão ser encaminhados para outras políticas públicas de acordo com a sua demanda. Eles poderão ser recebidos com seus cães.

O centro dispõe de dois dormitórios masculinos, cozinha, refeitório, bagageiro, banheiros, lavanderia, ambulatório, sala de treinamento, além de canil (com 25 baias) e espaço para o estacionamento de seis carroças.

No serviço, os conviventes serão atendidos por uma equipe multiprofissional composta por 33 profissionais exercendo as funções de gerente, assistente técnico, assistentes sociais, psicólogo, orientadores, cozinheiros e agentes operacionais.

A implementação desse equipamento também contou com doações de outras empresas da iniciativa privada como as Casas Bahia (linha branca), Igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (fogão industrial, roupeiro, armários, cadeiras e maca), a Souza Cruz (beliches, camas e colchões), INAC (computadores), Unilever e Procter & Gamble (kits de higiene), Caixa Econômica Federal (mesas e cadeiras), Fibratex (cobertores) e a PETZ (ração, comedores e bebedouros para os animais). O prefeito João Doria ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

Rede de acolhimento

Atualmente, a rede de acolhimento da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) conta com 85 centros de acolhida e sete CTAs que, juntos, disponibilizam mais de 12 mil vagas.

Desde janeiro, a rede foi ampliada com a implementação de sete CTAs. Além do inaugurado nesta quinta-feira, há outro no Brás (164 vagas de acolhimento e 100 vagas de convivência), no Aricanduva (238 vagas de acolhimento e 100 vagas de convivência), um quarto na Vila Mariana (120 vagas de acolhimento e 50 para atividades de convivência), o CTA Prates (156 vagas de acolhimento e 110 vagas para atividades de convivência), um no Butantã (188 vagas de acolhimento e 50 para convivência), e outro na Barra Funda com 290 vagas de acolhimento e 50 para atividades diurnas.

Outra novidade na rede socioassistencial nesta gestão foi a implementação de quatro unidades de Atendimento Diário Emergencial (ATENDE), que prestam atendimento a dependentes químicos e que também foram viabilizadas pela Secretaria Especial de Investimento Social com recursos da iniciativa privada.

São Paulo na TV

Inauguração do 10º CTA

Ver agenda completa