Notícias

Prefeitura amplia em mais de 70% a cobertura do cartão alimentação para estudantes da rede municipal

Benefício será estendido para mais 250 mil estudantes, totalizando 600 mil alunos da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), aumentará em 71% o total de estudantes atendidos com o cartão alimentação. A iniciativa incluirá mais 250 mil alunos em situação de vulnerabilidade social e a distribuição começa na primeira semana de junho. Atualmente, 350 mil alunos já possuem o benefício. Com a expansão, cerca de 600 mil estudantes terão direito ao auxílio destinado a alimentação escolar. O investimento adicional previsto nesta etapa é de R$ 33,3 milhões.

“Com essa ampliação, conseguimos atender todas as 600 mil crianças de famílias incluídas no CadÚnico, que ganham até três salários mínimos. Um benefício pago com recurso exclusivo da Prefeitura de São Paulo”, esclarece o prefeito Bruno Covas.

Os valores depositados variam de acordo com a etapa escolar. As crianças matriculadas em Centros de Educação Infantil (CEIs) receberão R$ 101,00. Os alunos das Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIs) terão R$ 63,00 e os estudantes do Ensino Fundamental R$ 55,00. A empresa Alelo continua responsável pela gestão dos cartões e o valor que cada aluno tem direito é depositado, mensalmente, todo dia 4.

Os novos cartões chegarão diretamente na casa dos estudantes e serão realizadas três tentativas de entrega no endereço cadastrado e atualizado pelas famílias durante o período de matrícula. Caso não haja êxito, os cartões serão direcionados às unidades escolares onde o aluno está matriculado para que seja feita a localização e contato com os responsáveis para a retirada do benefício. As escolas deverão adotar todos os cuidados necessários para evitar aglomerações e manter o distanciamento social.

“Estamos garantindo o direito à alimentação escolar para quem mais precisa neste momento de pandemia do coronavírus”, diz o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano.

Cartão Alimentação

A Prefeitura iniciou, em abril, a distribuição de cartões alimentação às famílias de 273 mil crianças matriculadas na Rede Municipal de Ensino em situação de vulnerabilidade social e cadastradas no Programa Bolsa Família. Além disso, outros 80 mil estudantes que atendem aos critérios do Programa, mas ainda não o recebem, já foram beneficiados com a iniciativa.

Distribuição de Cestas Básicas e Kits de Limpeza

A Prefeitura aderiu às ações do Governo do Estado de São Paulo “São Paulo Alimento Solidário” e “Higiene e Limpeza Solidária” e receberá 440 mil cestas básicas e 440 mil kits com produtos de higiene pessoal e limpeza que serão distribuídas às famílias em situação de vulnerabilidade social. As entregas já foram iniciadas pela Secretaria Municipal de Educação e serão intensificadas na primeira de junho, com a doação de um kit alimentação e um kit limpeza para cada família.

Cada cesta básica pesa 25 kg e contém produtos básicos, tais como: arroz, feijão, macarrão, óleo, biscoito doce e salgado, sal, açúcar, molho de tomate, ervilha, milho, farinha de mandioca, linguiça, sardinha, entre outros. Já os kits de higiene pessoal e limpeza são compostos por álcool em gel, papel higiênico, sacos de lixo, água sanitária ou desinfetante, sabão em pedra, sabonete, creme dental, detergente e escova de dente. Os itens poderão atender famílias com 4 pessoas durante um mês.

Ações do documento