Notícias

Prefeitura abre hotel no Centro para acolher mais 360 pessoas em situação de rua

A rede socioassistencial conta, hoje, com 31 hotéis voltados para acolhimento de famílias e idosos que vivem em situação de rua com cerca de 3,5 mil vagas

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo iniciou, na manhã desta terça-feira (24), o serviço para acolhimento da população em situação de rua no Hotel Central Plaza, localizado na rua Santo Amaro, Bela Vista, região central da cidade. A capacidade de atendimento desse estabelecimento é de 360 pessoas.

“Estamos ampliando o número vagas, especialmente para famílias em situação de rua, para cerca de 3.500. É uma resposta que damos para o problema. Nosso esforço é grande para atender essa população. Fazemos política pública, com a união de todos para vencer essa situação”, disse Ricardo Nunes.

Como ocorre com as demais vagas de hotéis que possuem parceria com a SMADS, as famílias são encaminhadas por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e os Centros Pop aos serviços de acolhimento da rede socioassistencial, mediante a disponibilidade de vaga e necessidade identificada pelos profissionais de assistência social.

A abertura dos serviços no Hotel Central Plaza é mais uma ação da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), para criação de vagas na Operação Baixas Temperaturas e ampliação do acolhimento na cidade.

“É mais um avanço na rede de hotéis para recebermos, principalmente, as famílias. Somente neste ano, ampliamos em 1.500 leitos e já tínhamos cerca de 1.700. nos próximos dias vamos lançar, por meio do Programa Reencontro, mais 1.500 novas vagas no modelo de moradias temporárias de 18 m² para famílias com crianças durante 12 meses na região do Parque Dom Pedro”, disse o secretário municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Carlos Bezerra.

Parcerias

O termo de parceria para administração do hotel Central Plaza foi firmado entre a SMADS e a Organização da Sociedade Civil (OSC) ‘Centro de Capacitação para a Vida Projeto Neemias’. Para a gestão do espaço, 54 funcionários irão atuar em 11 andares disponibilizados para o serviço (do 2º ao 12º andar). Além disso, as famílias acolhidas terão refeições oferecidas pela OSC. No hotel, serão quatro refeições: café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. Assistentes sociais irão prestar atendimentos às pessoas acolhidas.

As primeiras parcerias entre hotéis e a SMSDS foram firmadas em 2020, em caráter emergencial, no início da pandemia de Covid-19. Na ocasião, os hotéis Grand Barão, Plaza Apolo e Domus, na região central de São Paulo, foram disponibilizados e totalizavam, à época, 105 vagas.

A rede socioassistencial da SMADS conta, atualmente, com 31 hotéis, incluindo o Central Plaza, voltados para acolhimento de famílias e idosos que vivem em situação de rua e, ao todo, esses equipamentos contam cerca de 3,5 mil vagas.

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Acervo de vídeos: https://shre.ink/YYP
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

Ações do documento