Notícias

Em ação especial da Operação Baixas Temperaturas, Prefeitura distribui mais de 7 mil cobertores e 11 mil refeições a pessoas em situação de rua

Com cinco tendas temporárias, servidores realizam a distribuição de alimentos quentes, agasalhos e cobertores. Desde 30 de abril, foram contabilizados 16.044 acolhimentos, 1.627 recusas e 15.317 mantas entregues.

De Secretaria Especial de Comunicação

A ação de reforço da Prefeitura de São Paulo ao acolhimento de pessoas em situação de rua, que já vem sendo feito pela Operação Baixas Temperaturas, finalizou os três primeiros dias de funcionamento com 7.489 cobertores e agasalhos distribuídos, sendo 1.419 mantas e 2.260 peças de roupa apenas no terceiro dia. No total, já foram distribuídos até agora cerca de 11.524 bebidas quentes e 10.957 sopas.

O prefeito Ricardo Nunes esteve, durante a madrugada, em uma das tendas conversando e aconselhando pessoas em situação de rua a aceitar o acolhimento por parte da Prefeitura. A Cidade dispõe de 103 Centros de Acolhida para População em Situação de Rua, com mais de 24 mil vagas e a taxa de ocupação é de 97%. Segundo a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) na madrugada deste sábado, 159 pessoas foram acolhidas, houve 59 recusas e foram distribuídos 169 cobertores. Desde 30 de abril, foram contabilizados 16.044 acolhimentos, 1.627 recusas e 15.317 cobertores distribuídos.

Acolhimento

A ação intersecretarial, organizada pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) com a participação da sociedade civil e de organizações do terceiro setor, conta com cinco tendas montadas que realizam a distribuição de sopa, chá, chocolate quente, agasalhos e cobertores em diferentes regiões da capital. Além dos alimentos, a Secretaria de Mobilidade e Transportes (SMT) colocou sete ônibus extra e mais 15 Vans do Atende, além dos veículos já utilizados desde o fim de abril, para garantir o transporte de quem aceitar o abrigamento.

A operação segue até segunda-feira (02/08), nos pontos escolhidos foram a Praça da Sé (região Central), Praça Princesa Isabel (Luz), Largo da Concórdia (Brás), Praça Floriano Peixoto (Santo Amaro) e Praça Miguel Dell’erba (Lapa).

O apoio e solidariedade tanto da sociedade civil, que realiza doações diretamente nas tendas, como de organizações privadas e de terceiro setor, são um suporte essencial para que a ação emergencial siga aquecendo as noites daqueles que mais precisam, e recebidos com muita gratidão pela Prefeitura de São Paulo.

Até o momento foram recebidos 50 cobertores do Consulado do Japão; 120 cobertores, 500 luvas, 500 gorros e 500 meias da Subprefeitura da Mooca; 1.000 cobertores, 500 cachecóis, 500 luvas e 500 meias da Legião da Boa Vontade; sacos de dormir e sacos de dormir isolantes da Náutica; 200 mantas e 50 cobertores da Zelo; 500 cobertores da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo; 3.100 peças de roupa do Sonda e 2.000 kits de inverno da Cruz Vermelha São Paulo.

A população pode ajudar as pessoas em situação de rua solicitando uma abordagem social por meio da Central 156 (ligação gratuita, opções 0 + 3), que funciona 24 horas por dia. A solicitação pode ser anônima, e é importante informar o endereço da via em que a pessoa em situação de rua está (o número pode ser aproximado), citar pontos de referência, além de características físicas e detalhes de como a pessoa a ser abordada está vestida.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - As Cores da Cidade

Ver agenda completa