Notícias

Workshop discute ações para volta das atividades do Programa Operação Trabalho (POT) Redenção

Ações realizadas de forma remota têm sido mantidas junto aos grupos atendidos

De Secretaria Especial de Comunicação

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de São Paulo participou nesta sexta-feira (24/07), do workshop “Projeto Porta Aberta para o Trabalho e COVID-19: Ressignificando Cuidados”, encontro virtual voltado às discussões de retomada de atividades do Programa Operação Trabalho – POT Redenção. A iniciativa reúne atualmente 547 beneficiários que contam com atuação intersecretarial e multidisciplinar a fim de dar suporte aos beneficiários em situação de vulnerabilidade social na capital.

“O suporte oferecido aos beneficiários neste momento de pandemia pelo coronavírus é importante pela vulnerabilidade que esses grupos já passam em vários aspectos sociais e da saúde. A fim de evitar outros contratempos a bolsa-auxílio não foi suspensa no período sem atividades, gerando renda aos participantes de todos os projetos do POT”, salienta a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Aline Cardoso.

O POT Redenção, assim como os demais 14 projetos do Programa Operação Trabalho, administrados pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, está com as atividades presencias suspensas, desde março deste ano, em decorrência da pandemia pelo coronavírus.

Durante o encontro foram apresentadas ações promovidas, durante os últimos meses, pela Fundação Porta Aberta, ONG gerenciadora do POT Redenção. “Buscamos soluções com as nossas áreas técnicas que atuam nas diversas regiões a fim de manter o contato com os beneficiários, suas famílias e promover algum tipo de atividade. Foram realizados contatos por meios eletrônicos como whatsapp, SMS e até presencial, tomando todos os cuidados recomendados pelos órgãos de saúde para proteção de beneficiários e equipes técnicas, e assim manter o vínculo dos participantes com o projeto”, ressaltou a presidente da Fundação Porta Aberta, Jacira da Silva.

O técnico da Coordenação de Trabalho, Rodrigo Medeiros, representou a Secretaria de Desenvolvimento Econômico no workshop e destacou que serão realizadas nos próximos dias encontros intersecretariais para definição do retorno de atividades presenciais. “As discussões visam encontrar o melhor caminho, com a segurança necessária, para continuar oferecendo as ações de capacitação profissional e outras atividades laborais”, explica.

POT Redenção

O POT Redenção atua nas regiões do Campo Belo, Freguesia do Ó/Brasilândia, Heliópolis e Centro. O processo ocorre com o suporte dos CAPS - Centros de Atenção Psicossociais – Álcool e Drogas, da Secretaria Municipal da Saúde, e pelos equipamentos estaduais Cratod - Centro de Referência de Álcool, Tabaco e Outras Drogas e Moradia Monitorada, que fazem a análise das condições do cidadão para ser inserido em atividades no âmbito do trabalho.

Os participantes desenvolvem atividades como higienização e limpeza, jardinagem, cultivo de hortas, pequenos reparos, reciclagem e artes, envolvendo orientação de empreendedorismo e para o mercado de trabalho. Cada beneficiário conta com uma bolsa-auxílio no valor de R$ 731,46 por quatro horas diárias, totalizando 20 horas semanais, com a carga horária distribuída em: frente de trabalho, capacitação técnica e formação pessoal e cidadã.

Ações do documento