Notícias

Você sabe (mesmo) como reciclar?

Entenda a a diferença entre reciclar e reutilizar e saiba como contribuir

De Secretaria Especial de Comunicação

A definição de reciclar, de maneira simplificada, é aproveitar um objeto sem utilidade para transformá-lo em matéria-prima novamente. Um exemplo disso é a garrafa PET, sigla para Polietileno tereftalato, um polímero termoplástico desenvolvido em 1941 por dois químicos britânicos. O PET dos refrigerantes pode virar sacolinhas plásticas, embalagens e até roupas!

Já a definição de reutilizar significa dar nova destinação a um material. Pegando o mesmo exemplo da garrafa feita de PET, pessoas criativas podem transformá-las em vasos, enfeites e objetos decorativos em geral. Infelizmente, algumas pessoas não reciclam ou reutilizam: simplesmente jogam fora. E o que é pior: nem colocam à disposição da coleta de lixo, despejando esse e outros materiais diretamente nos rios e córregos da cidade.

Mas o que você pode fazer para contribuir com a reciclagem? A resposta é bem mais simples do que você imagina. O primeiro passo é separar o lixo orgânico (os restos de comida e até os materiais reciclados que já foram contaminados por ela). Esse lixo vai para a coleta municipal ou para composteiras caseiras. Já os plásticos, vidros, metais e papéis devem ser colocados em sacos de lixo separados, sempre secos e, no caso das embalagens de comida (leite, garrafas e potes em geral), lave antes de colocar para a reciclagem.

Os papéis e papelões devem estar secos. Podem ser dobrados, mas não amassados. Para economizar espaço, desmonte as caixas. Outra dica importante: vidros quebrados e outros materiais cortantes precisam ser embrulhados em papel grosso, como jornal, ou colocados em uma caixa, para evitar acidentes. Separar esse material e até identificar é um grande serviço para nossos coletores.

Para ajudar você nessa missão, conheça a tabela de materiais recicláveis e tire suas dúvidas!

 

Ações do documento