Notícias

Vidas no Centro: ação já registrou mais de 60 mil atendimentos

A média diária é de mais de 3 mil atendimentos; iniciativa inédita visa proporcionar condições básicas para realizar higiene pessoal aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio das secretarias municipais de Turismo e de Assistência e Desenvolvimento Social, já registrou 60.679 atendimentos, entre 4 e 22 abril, na região central, durante as intervenções da Ação Vidas no Centro, uma iniciativa inédita que visa proporcionar condições básicas para realizar higiene pessoal aos cidadãos em situação de vulnerabilidade social na região central cidade. O objetivo é minimizar o impacto da proliferação do coronavírus nesta população.

No dia 4 de abril, começaram a funcionar as estações na Praça da República e Praça Ouvidor Pacheco e Silva (Largo São Francisco). Ao longo da semana, foi a vez das outras cinco que também se encontram em pontos estratégicos no Triângulo SP e Centro novo. Nas unidades onde são oferecidos banhos, são entregues toalhas descartáveis e sabonete no local.

De acordo com a pesquisa censitária da população em situação de rua (2019), há 24.344 pessoas nesta condição na cidade, sendo que a maior concentração e circulação encontra-se na região Central, abrangida pela Subprefeitura Sé. Essa região soma 11.048 pessoas em situação de rua, sendo 3.455 delas acolhidas e 7.593 vivendo nas ruas.

Confira abaixo a relação completa de Estações da Ação Vidas no Centro:

Banhos e Sanitários

⦁ Praça da Sé

⦁ Praça da República

⦁ Praça Cívica Ulisses Guimarães (Parque Dom Pedro II)

⦁ Largo do Paissandu

⦁ Praça Ouvidor Pacheco e Silva (Largo São Francisco)

Estações exclusivas de sanitários:

⦁ Pateo do Collegio

⦁ Largo General Osório

Funcionamento: todos os dias, das 7h às 19h.


Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento no Cate

Ver agenda completa