Notícias

Terrenos doados pela Prefeitura ampliam PPP da Habitação na Nova Luz

Quatro áreas, que totalizam 6.285 metros quadrados, receberão 440 unidades habitacionais destinadas a famílias de baixa renda

De Secretaria Especial de Comunicação

Com o objetivo de ampliar revitalização da Nova Luz, no Centro da cidade, o prefeito João Doria e o governador do Estado, Geraldo Alckmin, anunciaram nesta quarta-feira (24) uma nova Parceria Público Privada (PPP) para a região. Quatro terrenos, que totalizam uma área de 6.285 metros quadrados, foram doados pela Prefeitura para a construção de 440 Habitações de Interesse Social (HIS).

“Nós assinamos hoje a disponibilização das áreas públicas municipais para a habitação popular. A Prefeitura, em conjunto com o Estado, fará o que for necessário para atender as pessoas na habitação, no acolhimento e também na proteção”, disse o prefeito João Doria.

Os terrenos estão localizados próximos a Estação da Luz, Estação Pinacoteca, Sala São Paulo e Complexo Júlio Prestes. As unidades serão voltadas a famílias com renda mensal de um a cinco salários mínimos paulistas.

“Com essa cessão de terrenos nós vamos poder ter 440 apartamentos a mais aqui na região. Nós já temos 162 mil pessoas inscritas interessadas nas unidades para morarem aqui na região. Isso significa emprego na construção civil e casa para quem precisa de casa”, afirmou Alckmin.

Dois terrenos ocupam duas quadras entre as ruas dos Protestantes, Mauá e General Couto de Magalhães, onde serão construídas 260 unidades. Os outros dois estão localizados na Rua dos Gusmões e irão receber 180 apartamentos. A concessionária responsável pela PPP da Habitação, Canopus Holding S.A., irá elaborar os projetos executivos dos residenciais, aprovar nos órgãos competentes e iniciar as obras em seguida.

O processo para a reurbanização da Nova Luz será composto por um programa de utilização dos espaços públicos, construção de moradias populares e investimentos privados. Também está prevista na região a construção de uma creche, uma Unidade Básica de Saúde e um Centro Educacional Unificado (CEU).

PPP da Habitação
Essas moradias também se somam a outras unidades da PPP do Centro. Outras 1.202 unidades do Complexo Prestes estão em obras no terreno da antiga rodoviária da Capital, totalizando 1.642 apartamentos nesta região da nova Luz.

A PPP do Centro prevê a construção de 3.683 moradias. Os investimentos da iniciativa privada serão de R$ 919 milhões. A contraprestação do Estado será de R$ 465 milhões, divididos ao longo de 20 anos.

As novas unidades vão permitir que mais pessoas morem e circulem pelo centro da cidade, revitalizando áreas que hoje estão em degradação. Para isso, o Governo e a Prefeitura estudam novas parcerias para a construção de mais 564 moradias na região.

Os primeiros 126 apartamentos foram entregues na Rua São Caetano em dezembro do ano passado e 91 moradias estão em construção na Alameda Glete.


Inscrições
Os interessados em uma das moradias da PPP terão até 24 de julho de 2017 para inscrever-se pelo site da Secretaria Estadual de Habitação, no botão "Inscrições Abertas - Faça seu Cadastro PPP".

Serão destinadas 80% das unidades para inscritos que moram fora da área central, mas que trabalham nesta região, os outros 20% das moradias serão para interessados que moram e trabalham no centro. O objetivo é aproximar a moradia do emprego e dos eixos de transporte de massa para reduzir o tempo de deslocamento dos trabalhadores.

Serão destinadas 500 unidades a famílias de baixa renda que fazem parte dos movimentos de moradia. Também serão atendidas as reservas determinadas pela legislação estadual vigente: 5% para idosos; 7% para pessoas com deficiência; 4% para policiais civis, militares, agentes de segurança e escolta de penitenciária e 10% para servidores e empregados públicos, de qualquer governo.

A classificação dos cadastrados será realizada por meio de sorteio, levando em consideração as cotas legais e as faixas de renda. O sorteio será ocorrerá em até 90 dias depois do final das inscrições. Atualmente há cerca de 150 mil pessoas inscritas. Todas as regras estão disponíveis na página da secretaria estadual.


Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Operação comida na mesa