Notícias

Terminais de ônibus passam por lavagem e desinfecção

Reforço na limpeza é realizado durante a madrugada e se soma às ações diurnas de higienização, para evitar a contaminação pelo coronavírus

De Secretaria Especial de Comunicação

O trabalho de higienização em todos os terminais de ônibus da cidade de São  Paulo continua. As ações incluem lavagem rigorosa das plataformas e pistas  de rolamento e desinfecção dos equipamentos de uso comum diariamente  durante a madrugada. Além disso, ao longo do dia os locais também recebem varrições e recolhimento de lixo, além de reforço na higienização e desinfecção.

A Prefeitura, por meio da SPTrans, acompanha a prestação do serviço de limpeza, realizada com  desinfetante e água sanitária, para garantir a qualidade do serviço  prestado à população. Duas empresas com mais de 470 funcionários são  responsáveis pela higienização dos terminais. Elas ampliaram a frequência da higienização dos banheiros e mantêm funcionários fixos nos banheiros, que higienizam os equipamentos nos horários de menor movimentação e à noite fazem a lavagem geral dos equipamentos.

Durante o mês de julho, cada terminal passou a receber o serviço de lavagem, desinfecção e higienização das plataformas pelo menos uma vez por semana. Os terminais Santo Amaro, Pinheiros, Cidade Tiradentes, Pirituba e Vila Prudente às segundas-feiras. Nas terças, os terminais Casa Verde, Lapa, São Miguel, A.E Carvalho, Vila Nova Cachoeirinha e novamente o terminal Santo  Amaro. Às quartas, o serviço se estendeu aos terminais João Dias, Água  Espraiada, Amaral Gurgel, Princesa Isabel, Bandeira, Aricanduva e Penha. Nas quintas-feiras, os terminais Parque Dom Pedro II, Parelheiros, Varginha, Carrão, Sapopemba e Mercado receberam as equipes de limpeza. Às sextas, novamente o terminal Parque Dom Pedro II e terminais Capelinha, Grajaú e Itaquera II. Por fim, aos sábados, os terminais Guarapiranga, Jardim Ângela, Campo Limpo e Sacomã passaram pelo procedimento.

Novo equipamento

Uma novidade é a limpeza no interior dos ônibus, que passou a ser feita com  a utilização de um equipamento Atomizador Elétrico Portátil, que auxilia as medidas de prevenção contra a contaminação pelo coronavírus causador da covid-19. O aparelho pulveriza peróxido de hidrogênio diluído, desinfetando as superfícies onde aplicado: piso e locais onde há contato dos passageiros como balaústres, corrimãos e assentos.

Com o novo sistema, a higienização no interior dos ônibus nos terminais onde o equipamento está disponível é realizada em apenas dois minutos, sendo feita toda vez que o veículo chega aos terminais urbanos após o desembarque dos passageiros, reduzindo o tempo comparado com a limpeza manual.

Demais ações
Desde o início da pandemia de Covid-19, a Prefeitura adotou diversas ações para reduzir o risco de contágio dos usuários do transporte público, entre elas:

- Uso obrigatório de máscaras nos ônibus e terminais;
- Marcação no solo nos terminais para sinalizar a distância de um metro entre os usuários nas filas;
- Higienização dos ônibus entre as viagens, principalmente nos locais onde há contato dos passageiros como balaústres, corrimãos e assentos;
- Higienização do ar-condicionado;
- Autorização do uso de cortina em "L" para proteção do motorista;
- Ações de orientação e conscientização sobre cuidados e higiene pessoal por meio de mensagens sonoras e cartazes nos terminais, redes sociais e no Jornal do Ônibus;
- Monitoramento diário para ampliação e remanejamento da frota, se necessário.

Ações do documento