Notícias

São Paulo adere ao Programa SP Amigo do Idoso

Iniciativa prevê ações para melhorar a qualidade de vida dos idosos da cidade

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo assinou nesta segunda-feira (18) o Termo de Adesão ao Programa São Paulo Amigo do Idoso. A iniciativa prevê a ampliação das políticas públicas, buscando melhorar a qualidade de vida dos idosos que vivem na cidade.

“Estado e município fazem esforços conjuntos para realizar diagnósticos de gestão sobre as políticas voltadas para os idosos, incluindo ações nos planos municipais de saúde e assistência social, além de adequar e ampliar a cobertura vacinal e a implantação de medidas de promoção de saúde e prevenção de quedas. Várias outras ações estão sendo empreendidas. A Prefeitura de São Paulo, em parceria com o governo do Estado, quer dar amplo apoio aos idosos”, disse o prefeito João Doria.

Aderindo ao programa, o município se compromete a realizar ações previstas para conquistar os selos Inicial, Intermediário e Pleno. O Selo Amigo do Idoso foi criado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo com o objetivo de estimular os municípios e entidades públicas e da sociedade civil a implantarem ações referenciadas pelo Programa São Paulo Amigo do Idoso.

As ações envolvem a criação do Conselho Municipal do Idoso, realização de diagnósticos, atualização do cadastro de idosos no CadÚnico para programas sociais do governo federal, ampliar a cobertura vacinal, implementar ações para prevenção de quedas, entre outras atividades.

O Programa SP Paulo Amigo do Idoso, criado em 2012, envolve esforços e recursos de 11 secretarias estaduais e do Fundo Social de Solidariedade, que juntas buscam desenvolver projetos, implementar programas e ações voltadas a população idosa. Com a cidade de São Paulo, serão 640 municípios com adesão ao programa e, destes, 245 têm o Selo Inicial Aprovado.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, o Governo do Estado tem investido na ampliação da rede de proteção social destinada ao atendimento da população idosa e suas famílias. “Temos 1,4 milhão de idosos em São Paulo. Tudo o que for feito em saúde, acessibilidade e outros itens para eles, será exemplo para todas as cidades do Estado e do Brasil”, afirma.

Atendimento a idosos
Atualmente a rede socioassistencial da Prefeitura conta com 134 serviços específicos para idosos como Núcleos de Convivência, Centros Dia e Centro de Referência para atividades de convivência durante o dia, além de Centros de Acolhida Especiais e Instituições de Longa Permanência para o acolhimento. Juntos, os serviços atendem cerca de 15 mil idosos.

A Secretaria Municipal de Saúde dispõe de 10 Unidades de Referência à Saúde do Idoso (URSI) com cerca de 3 mil idosos em atendimento. A rede também conta com 39 equipes do Programa Acompanhante de Idosos (PAI), que prestam atendimento a 4.578 idosos.

A Secretaria de Municipal de Direitos Humanos e Cidadania coordena as políticas públicas relacionadas ao atendimento de idosos no município, articulando as ações e integrando as atividades para as pessoas idosas em conjunto com outras pastas municipais, com vistas à garantia de direitos. Em 2017, já foram realizados diversos seminários, capacitações e campanhas, que contaram com a participação de mais de 58 mil pessoas.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Banco de alimentos