Notícias

Sábado é Dia D contra o sarampo na cidade de São Paulo

UBS do município estarão abertas no sábado (15), das 8h às 17h, para a realização da vacinação

De Secretaria Especial de Comunicação

A capital paulista recebe no próximo sábado (15/02) o dia D de vacinação contra o sarampo. A ação faz parte da campanha nacional de vacinação contra o sarampo que começou na segunda-feira (10) e vai até o dia 13 de março para pessoas de 5 a 19 anos. Excepcionalmente, a cidade de São Paulo aumentou em dez anos a idade limite para 29 anos, buscando aumentar a cobertura vacinal entre os adultos da cidade.

Em 2019, a cobertura vacinal da primeira dose da tríplice viral no município de São Paulo foi de 98,49% e, da segunda dose, de 85,2%. Para saber qual a UBS mais próxima, basta utilizar o Busca Saúde.

Em São Paulo a campanha é voltada para pessoas de 5 a 29 anos. Indivíduos desta faixa etária devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua casa ou um dos postos volantes. A campanha é seletiva, ou seja, os profissionais de saúde vão verificar a situação vacinal de cada indivíduo e vacinar aqueles que estiverem sem a cobertura comprovada contra a doença. Por isso, a Secretaria Municipal da Saúde recomenda a apresentação da caderneta de vacinação.

As UBS do município de São Paulo estarão abertas no sábado (15), das 8h às 17h, para a realização do dia D de vacinação contra o sarampo. Além das UBS, a Saúde também irá disponibilizar a vacina em postos volantes da capital paulista. Confira aqui a relação de postos volantes

Cabe ressaltar o caráter seletivo desta campanha, que prevê a vacinação para aqueles que não tenham comprovante ou que estejam com o esquema de vacinação incompleto.

A dose contra o sarampo continua disponível nas unidades básicas de saúde para atualização vacinal. Pessoas de até 29 anos devem ter duas doses comprovadas e quem tem entre 30 e 59 anos precisam de uma dose da tríplice viral. Crianças devem ser imunizadas aos 6 meses, aos 12 meses e aos 15 meses de idade. O sarampo é uma doença altamente contagiosa, mais que o coronavírus, e a vacina é a forma mais eficaz de proteção contra a doença.

Além disso, a capital paulista também vai vacinar as pessoas de todas as idades contra a febre amarela, conforme calendário de vacina. Atualmente, recomenda-se uma dose aos nove meses de idade, e um reforço aos quatro anos de idade.

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Como solicitar isenção de rodízio de veículos