Notícias

Rede Municipal vai convocar 1.793 profissionais aprovados em concurso

Serão chamados 1.346 candidatos para Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I, 113 para Professor de Ensino Fundamental II e Médio, 213 para Diretor de Escola e 121 para Supervisor Escolar

De Secretaria Especial de Comunicação

O prefeito Bruno Covas autoriza a nomeação de 1.346 candidatos aprovados no Concurso Público para Professor de Educação Infantil e Ensino Fundamental I (PEIF).

Também foi autorizada a nomeação de 113 candidatos para Professor de Ensino Fundamental II e Médio, dos componentes curriculares: Arte, Educação Física, Geografia e Inglês, 213 candidatos para Diretor de Escola e de 121 candidatos para os cargos de Supervisor Escolar.

A publicação no Diário Oficial desta quinta-feira (22) determina que a Secretaria Municipal de Educação dê sequência ao procedimento da convocação, que será feita de forma escalonada para atender as necessidades da rede e a projeção orçamentária para o próximo ano.

Ainda não há datas para a sessão de escolha de vagas. A secretaria está finalizando o processo de remoção (procedimento que acontece todos os anos, no qual os funcionários podem optar por trocar de escola).   

Os convocados foram aprovados no concurso realizado em 2014 e deverão receber telegrama, com prazo para comparecimento, efetivação e escolha do local de trabalho, que é feito no auditório do COGEP, na Avenida Angélica, 2.606, na Consolação. Em seguida, recebem orientações sobre a documentação que deve ser providenciada, incluindo guia para exames médicos pré-admissionais, para que todos possam estar aptos a ingressar na rede.

 

Investimentos em Educação
Desde 2017, a Prefeitura já chamou mais de 13 mil professores aprovados em concurso para atuar nas escolas da Rede Municipal de Ensino. A última nomeação, inclusive, foi feita em 14 de novembro, quando foram convocados 201 novos profissionais de Educação Infantil. Os candidatos escolherão vaga no dia 10 de janeiro de 2019.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Operação comida na mesa