Notícias

Quarentena provoca resultados positivos na coleta de resíduos sólidos

Houve queda de 49% nos dados de varrição, 12% na coleta comum e aumento de 23% na coleta seletiva

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb), realizou levantamento sobre resíduos sólidos na capital, que apresentou resultado positivo no mês de abril. Houve queda de 49% nos dados de varrição, em decorrência do menor volume de resíduos nas ruas, 12% na coleta comum e aumento de 23% na coleta seletiva. Esses números podem estar ligados à maior adesão dos paulistanos à reciclagem, assim como menor geração de resíduos nas ruas, durante o período de quarentena devido à pandemia de covid-19, provocada pelo coronavírus.

O serviço de coleta domiciliar comum, que inclui atendimento às residências e estabelecimentos comerciais pequenos geradores (que geram até 200l/dia) tiveram redução de 12% nos quantitativos. Estima-se que essa redução se deve ao fechamento temporário de serviços presenciais não essenciais no município. Por outro lado, a coleta seletiva aumentou em 23% no mês passado, em relação ao mesmo período do ano anterior. Em abril deste ano foram coletadas 7,9 mil toneladas de recicláveis. Em 2019 foram recolhidas 6,4 mil toneladas.

Leia também:

Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura


Ações do documento