Notícias

Rede Cozinha Cidadã: Prefeitura já distribuiu mais de 88 mil refeições para pessoas em situação de rua

Iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, conta com investimentos de cerca de R$ 20 milhões

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), já distribuiu, desde o dia 23 de abril, mais de 88 mil refeições para pessoas em situação de rua durante ações do Projeto Rede Cozinha Cidadã.  O valor investido nesta ação é de cerca de R$ 20 milhões. 

+ Prefeitura amplia ações para distribuição de refeições para pessoas em situação de rua

Estabelecimentos inscritos e situados na cidade podem se credenciar para prestar serviço de fornecimento de refeições. Desde 01/04, quando o edital foi aberto, 93 empresas se inscreveram e 68 propostas receberam parecer positivo para a produção das refeições. A SMDHC paga ao estabelecimento R$ 10 por cada marmita mais R$ 1 pelo transporte.

Os estabelecimentos interessados ainda podem se inscrever no edital pelo email , até o fim do período de emergência de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus.

Para que não haja sobreposição com outros programas e iniciativas de distribuição de comida na cidade, a SMDHC realizou um mapeamento com base nos dados do Censo da População em Situação de Rua de 2019 divulgado pela Prefeitura, em que foram levantados dados essenciais à efetividade da política pública, como os pontos de maior concentração de pessoas em situação de calçada, isto é, pessoas que não estão em acolhimento nos Núcleos de Convivência da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), um total de 6.090 pessoas em situação de vulnerabilidade, insegurança alimentar e nutricional. 

De acordo com o mapeamento feito pela SMDHC, os pontos focais de maior concentração de pessoas em situação de rua da cidade, e portanto, de maior demanda são as regiões: Sé, Mooca, Lapa, Vila Mariana, Santo Amaro, Pinheiros e Santana. O mapeamento foi essencial para que 13 rotas fixas fossem estabelecidas para a distribuição das marmitas por vans que realizam os percursos diariamente. 

Desde o dia 27/03, a SMDHC realiza de forma experimental nos mesmos locais designados no edital, a entrega de marmitas compradas no Bom Prato, de unidades que não batem a meta diária de distribuição. A ação realizada no período em que estava em andamento o credenciamento entregou até o dia 22 de abril, 31 mil marmitas com doações de empresas como Habib's e Rice Risoteria. A experiência revelou que houve um aumento da demanda por alimentação, dado este que norteou a meta diária estabelecida em 7.500 marmitas a serem distribuídas nesses locais com base no Censo Poprua 2019.

Distribuição de biscoitos

Até a próxima quarta-feira (06/05) a SMDHC empreende nova ação integrada do Cidade Solidária e do Rede Cozinha Cidadã, desta vez, com distribuição de snacks e biscoitos orgânicos da linha Mãe Terra da UNILEVER, que estão sendo distribuídos para a população em situação de rua. 

Em três dias de operação, estão sendo entregues, diariamente, cerca de 7.500 snacks (chips de batata rústica, pipoca orgânica de cacau, por exemplo) e biscoitos orgânicos (azeite de ervas e tomate com manjericão) junto às marmitas que são entregues todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados, desde 23/04.


Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável