Notícias

Prefeitura retoma obras de seis Unidades de Pronto Atendimento

UPAs estavam com obras paralisadas desde 2016 e serão reiniciadas neste mês

De Secretaria Especial de Comunicação

O prefeito Bruno Covas retomou, na tarde desta segunda-feira (18) na Vila Mariana, Zona Sul, as obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vila Mariana e de outras cinco na capital, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. O evento contou com as participações dos secretários municipais de Saúde, Edson Aparecido, e de Infraestrutura Urbana e Obras, Vitor Aly.

As construções estavam paralisadas desde 2016. Após concluídas atenderão casos intermediários, estabilização de quadros de saúde dos pacientes e farão a realização de diagnósticos iniciais. Desta forma, aliviarão as Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs) e os equipamentos hospitalares na cidade.

Assim como a unidade da Vila Mariana, as demais UPAs farão parte da Rede de Atenção às Urgências, em diferentes regiões de São Paulo: Cidade Tiradentes (Leste), City Jaraguá (Oeste), Jabaquara (Sul), Mooca (Leste) e  Parelheiros (Sul). As unidades atenderão com portas abertas, 24 horas, todos os dias. As UPAs terão pelo menos 15 leitos de observação, com capacidade de atendimento médio de 350 pacientes por dia.

"Em janeiro de 2017, no início desta gestão, São Paulo tinha quatro UPAs e inauguramos mais dez. Além destas seis que estão sendo retomadas e que devem ficar prontas em 2021, vamos iniciar as obras de outras 16 ainda neste ano. Este equipamento deverá atender de 200 a 300 mil pessoas e poderá ajudar quem depende do SUS para sobreviver", afirmou o prefeito Bruno Covas.

Respiradores

Durante o evento na Vila Mariana, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, anunciou a aquisição de mais respiradores e leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI)  para os pacientes com covid-19, doença provocada pelo coronavírus, na capital paulista.

"Conseguimos estruturar, nesses 45 dias, 840 novos leitos de UTI para pacientes com covid-19, com 840 respiradores. Até o final da semana, de acordo com o governador João Doria, chegarão os respiradores adquiridos pelo Estado. Nesta tarde recebemos mais 20 respiradores do Ministério da Saúde, que amanhã serão enviados para três hospitais do município: dez para Pirituba, cinco para Itaquera e cinco para o Hospital de São Miguel Paulista. Assim, nesta terça-feira (19)  abriremos novos 20 leitos na cidade. Amanhã também deveremos contratar mais cem leitos de UTI da rede privada. Desta forma, ampliaremos para 300 leitos de UTI da rede privada contratados pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde", declarou Edson Aparecido.

Estrutura das UPAs

As construções serão realizadas por empresas licitadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB). As construções estão inseridas no Programa Avança Saúde SP, resultado de acordo entre a Prefeitura e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A UPA Vila Mariana contará com 1.933 m² de área construída, sete leitos de urgência, seis consultórios médicos, 14 leitos de observação adulto, quatro leitos de observação infantil, duas salas de isolamento, um consultório odontológico, sete poltronas de inalação, duas salas de avaliação, salas de ortopedia, raio x, medicação, sala para coleta de exames, de gesso, saturação e esterilização,  além de farmácias e áreas administrativas. A unidade terá sistema de aquecimento solar e utilização e água de reuso.  Para conclusão das obras serão investidos  R$ 4.797.779,78 de recursos municipais.

Lá atuarão profissionais clínicos, cirurgiões, ortopedistas e pediatras, além de enfermeiros, coordenadores na área médica e enfermagem, técnicos de farmácia, gesso e enfermagem, farmacêuticos, assistentes sociais e funcionários da área administrativa.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Saúde Pós Covid-19