Notícias

Prefeitura retoma obras da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Mooca

Unidade auxiliará no atendimento de pacientes da Zona Leste da capital

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo retomou as obras para construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Mooca, na Zona Leste da capital, que estavam paralisadas desde 2016. O prefeito Bruno Covas e os secretários municipais Edson Aparecido (Saúde) e Vitor Aly (Infraestrutura Urbana e Obras) acompanharam o início das ações na manhã desta quarta-feira (27/05).

Segundo o prefeito Bruno Covas, R$ 2 milhões já haviam sido investidos no local antes da paralisação. “Essa obra foi licitada em 2014 e paralisada em 2016. Estamos colocando mais R$ 4,5 milhões, sendo R$ 3 milhões vindos do Governo Federal e R$ 1,5 milhão da Prefeitura de São Paulo para terminar essa UPA”, explicou.

A UPA Mooca terá aproximadamente 2 mil m² com dois pavimentos e contará com leitos de urgência, sala de ortopedia, raio-x, sala de gesso, suturas, esterilização e expurgo, triagem, consultórios médicos, consultório odontológico, sala de medicação, poltronas de inalação (adulto e infantil), coleta de exames, sala de eletrocardiograma, salas de avaliação, leitos de observação (adulto e infantil) e salas de isolamento. Além disso, a unidade também contará com farmácia, serviço social, ouvidoria e áreas administrativas, e também possuirá aquecimento solar e utilizará água de reuso como em todas as obras coordenadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB).

A previsão é que as obras sejam entregues ainda neste ano. A Prefeitura de São Paulo também está retomando as obras em outras cinco UPA’s na Cidade Tiradentes, City Jaraguá, Jabaquara, Vila Mariana e Parelheiros  As unidades atenderão com portas abertas, 24 horas, todos os dias. 

“Uma UPA atende em média 20 mil pessoas por mês. Isso ajuda a desafogar os hospitais públicos. Estamos retomando as obras dessas seis que estavam paradas com um investimento total de R$ 23 milhões para conclusão das obras. Temos mais 14 que serão iniciadas com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)”, concluiu o prefeito Bruno Covas.

Todas as obras serão realizadas por empresas licitadas pela Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) e estão inseridas no Programa Avança Saúde SP, resultado de acordo entre a Prefeitura de São Paulo e o BID.

Atualmente, a cidade já conta com 14 UPA’s em funcionamento, seis foram entregues pela atual gestão.

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Retomada consciente na fase amarela