Notícias

Prefeitura realiza nova fase de testagem sorológica em São Paulo

Estudos buscam novas evidências para a ampliação das ações de enfrentamento à covid-19 na capital

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realiza três novas pesquisas sorológicas na capital paulista, entre elas a inédita avaliação de Sororreversão. Estas ações são implantadas de acordo com o plano de estratégias estruturado para o enfrentamento à covid-19 e subsidiam a gestão municipal na tomada de novas medidas de combate à pandemia.

O primeiro estudo teve início segunda-feira (7) com a implementação de um Censo Sorológico Escolar nos Centros Educacionais Unificados (CEUs), que será realizado com cerca de 1.100 crianças e funcionários.

O objetivo deste novo estudo é continuar a realização de teste sorológico nas escolas municipais de São Paulo, a fim de conhecer a prevalência da infecção pelo SARS-CoV-2 nos professores, alunos e apoiadores. A ação de detecção de anticorpos para covid-19 neste grupo se estende até o dia 10 de dezembro.

A segunda iniciativa é um estudo inédito na capital: a avaliação da Sororreversão. Este processo de retestagem terá início em 14 de dezembro.

Neste cenário, a Prefeitura avalia se os cidadãos reagentes nas fases anteriores das testagens ainda permanecem com anticorpos contra o novo coronavírus. Participarão, novamente por sorteio, munícipes com mais de 18 anos, testados nos inquéritos sorológicos realizados entre os meses de junho e setembro.

Estudos apontam que, em alguns casos, a redução da concentração de anticorpos nos soros dos pacientes diminui à medida que se distanciam as datas de infecção de cada caso testado. Desta forma, a Prefeitura planeja testar em dezembro 1.097 pessoas que passaram por testes na primeira etapa do estudo.

O primeiro Inquérito sorológico, realizado em oito fases, auxiliou o poder municipal em ações e estratégias no enfrentamento da covid-19 na cidade.

A terceira ação implementada ainda este mês será justamente a realização de um novo inquérito sorológico adulto, dividido em quatro fases com o sorteio de 5.760 indivíduos em cada etapa. O estudo terá início em 21 de dezembro e as outras três fases serão realizadas nos meses de janeiro e fevereiro de 2021.

Nesse novo estudo, será utilizado o método Elisa, que possui uma sensibilidade específica e características com pontos de corte para as amostras reagentes e não-reagentes, tornando mais precisa a avaliação da variação da concentração de anticorpos na população ao longo do tempo.

Os domicílios escolhidos para os testes serão estratificados por área de abrangência de cada uma das 472 unidades básicas de Saúde.

Com a chegada do final do ano e suas festividades, a circulação de pessoas em decorrência das compras apresenta elevação, mas a população deve evitar aglomerações seja nas ruas ou nos encontros de familiares. O enfrentamento não terminou. A pandemia continua.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável

Ver agenda completa