Notícias

Prefeitura realiza mais de 10 mil abordagens na região da Praça Princesa Isabel em três meses

Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) atua diariamente na região. Ações são realizadas buscando proporcionar o acesso à rede de serviços socioassistenciais e às demais políticas públicas

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), realizou 10.200 abordagens (uma pessoa pode ser abordada todos os dias e entrar várias vezes na soma) no território da Praça Princesa Isabel e em seus arredores entre 25 de março e 27 de junho. As ações são realizadas com o objetivo de proporcionar o acesso à rede de serviços socioassistenciais e às demais políticas públicas, bem como desencadear o processo de saída das ruas e promover o retorno familiar. O trabalho resultou em mais de 2.500 encaminhamentos e 7.500 orientações.

Somente na última segunda-feira (27), os orientadores do Seas realizaram 129 atendimentos às pessoas que vivem em situação de rua ou vulnerabilidade social nos arredores da Praça Princesa Isabel. O trabalho resultou em 31 encaminhamentos (9 foram providências relativas a documentações e 20 para pernoite). Além disso, foram registradas 92 orientações.

As informações são fruto de relatórios técnicos, nos quais os orientadores socioeducativos sistematizam o número de pessoas por gênero, especificando cadeirantes, idosos, adolescentes e crianças, assim como o número de barracas, carroças, carrinhos e cachorros. Em caso de aceite, os orientadores intermedeiam o processo de ida dessas pessoas para Centros de Acolhida (em equipamentos da rede socioassistencial ou da rede hoteleira) e para os Serviços Integrados de Acolhida Terapêutica - SIAT (serviços que integram o Programa Redenção).

SEAS

As equipes do Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas) realizam atendimentos sociais diários por todas as regiões da cidade de São Paulo a adultos, idosos, crianças e adolescentes que vivem em situação de rua ou de vulnerabilidade social, incluindo cenas de uso de álcool e outras drogas.

Os orientadores socioeducativos do Seas são capacitados para identificar a necessidade de cada pessoa abordada e oferecer encaminhamentos para os serviços da rede socioassistencial da Prefeitura. A mesma pessoa pode ser abordada mais de uma vez.

SECOM - Prefeitura da Cidade de São Paulo
Telefones: 3113-8835/ 3113-8831
E-mail: imprensa@prefeitura.sp.gov.br
Acervo de vídeos: https://shre.ink/YYP
Sala de imprensa: imprensa.prefeitura.sp.gov.br

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Educomunicação

Ver agenda completa