Notícias

Prefeitura mantém rastreamento contínuo de vacinas atrasadas em crianças e adolescentes

Iniciativa é uma das práticas de proteção à saúde das pessoas, mesmo durante a pandemia da covid-19

De Secretaria Especial de Comunicação

O rastreamento de crianças e adolescentes menores de 15 anos com vacinas atrasadas é uma atividade contínua na cidade realizada pela Prefeitura, por meio da Vigilância em Saúde. Em função do perigo da baixa de imunização, provocado também pela pandemia da covid-19, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) reforça a importância de atualizar a caderneta de vacinação.

As 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital estão mobilizadas para atualizarem as vacinas deste público-alvo, de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação vigente. As crianças que ainda não foram imunizadas podem se dirigir até a UBS mais próxima de suas residências.

A secretaria tem criado diversas estratégias para intensificar a cobertura vacinal, pois a vacina é a única forma de prevenção a várias doenças. Cada território está desenvolvendo uma iniciativa específica, como a instalação de postos volantes e vacinação em áreas de baixa cobertura, como em ocupações irregulares, além de ações casa-a-casa em todas as regiões da capital paulista.

Neste trabalho, as equipes das Unidades Básicas de Saúde checam se a caderneta de vacinação das crianças da residência do paciente está em dia e fazem a imunização, se necessário.

É importante destacar que todas as medidas de biossegurança contra a covid-19 são aplicadas - afinal, mesmo em época de pandemia, é necessária a preocupação com a prevenção em relação às demais doenças.

Para saber qual a UBS mais próxima de sua residência, basta acessar o Busca Saúde.

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável

Ver agenda completa