Notícias

Prefeitura intensifica atendimento da população em situação de rua durante a pandemia do novo coronavírus

Ação Vidas no Centro, com a oferta de sanitários e banhos para pessoas em situação de vulnerabilidade social, já realizou mais de 468 mil atendimentos desde 04/04/2020

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) criou 1.172 novas vagas para acolhimento de pessoas em situação de rua desde o início da pandemia do novo coronavírus, sendo 672 em oito equipamentos emergenciais em centros esportivos, outras 400 em quatro Centros Educacionais Unificados (CEUs) e 100 vagas para hospedagem de idosos em situação de rua já acolhidos na rede socioassistencial, em dois hotéis na região central da cidade. Os equipamentos funcionam 24 horas e são voltados a diversos públicos.

Um deles é destinado para receber pessoas com suspeita de covid-19, localizado na região da Lapa e outro, na região da Vila Clementino, para atender pessoas com diagnóstico positivo.

Estrutura

Os Centros de Acolhida têm suas estruturas higienizadas constantemente e são mantidos com as janelas abertas. Nos quartos, as camas foram colocadas em distância segura. Todos os eventos agendados nos serviços foram cancelados e as visitas suspensas. Todas essas medidas contribuem para diminuir o risco de contágio.

Ampliação da rede de serviços

Durante período de pandemia, a SMADS ampliou a oferta de serviços nos quais as pessoas em situação de rua têm acesso a refeições, banheiros, kits de higiene e orientações. Na região da Luz, por exemplo, desde 26 de março foi instalado um Núcleo de Convivência de caráter emergencial, para servir 200 refeições à população local (almoço e café da tarde). No dia 03/04, outro núcleo começou a funcionar, na região do Cambuci, com capacidade de oferecer café da manhã, almoço e café da tarde para 200 pessoas. A rede municipal conta com 10 Núcleos de Convivência, com 3.172 vagas. Para os Núcleos de Convivência da Sé, Prates, Porto Seguro, Complexo Boracea e Luz foram aditadas em caráter emergencial mais 1.260 vagas.

Kits de higiene e sabonetes

A pasta, por meio do Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS), disponibiliza funcionários para fornecer orientações sobre a higienização das mãos e distribuir sabonetes nos pontos das pias comunitárias instaladas na cidade. Foram distribuídos 3,6 mil kits de higiene por meio de uma parceria entre a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania junto à empresa Colgate, por meio da Cruz Vermelha e também foi feita a doação de 80 mil máscaras.

Vidas no Centro

A Ação Vidas no Centro, iniciativa da Prefeitura, por meio das secretarias municipais de Turismo e Assistência e Desenvolvimento Social, foi iniciada em 4 de abril com a oferta de sanitários e banhos para pessoas em situação de vulnerabilidade social na região do Triângulo SP e Centro Histórico. No dia 21 de abril, foram adicionadas lavanderias, que podem ser utilizadas em cinco estações. Até o dia 21 de julho, foram realizados 468.909 atendimentos em sete estações, considerando todos os serviços oferecidos.

Na região central da cidade, a Secretaria Municipal das Subprefeituras instalou 11 pias com água potável, fornecida pela Sabesp, para auxiliar as pessoas em situação de rua a efetuarem a higienização das mãos, nesse período de pandemia da covid-19. Os locais escolhidos foram: Praça da Sé, Praça Ouvidor Pacheco e Silva, Largo São Francisco, Largo Paissandu, Pateo do Collegio, Praça da República, Largo do Arouche, Parque Dom Pedro, Largo General Osório e Praça da Liberdade e Praça Princesa Isabel.


Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Merenda Escolar Sustentável