Notícias

Prefeitura entrega obras de revitalização do Viaduto Santa Ifigênia

Estrutura no Centro foi recuperada em parceria com a iniciativa privada

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo entregou nesta terça-feira (21) a revitalização do Viaduto Santa Ifigênia, na região central. Os trabalhos tiveram início no mês de maio e incluíram limpeza, pintura, novos canteiros e recuperação da iluminação. A última reforma tinha sido realizada há quase 18 anos. Foi investido R$ 1,1 milhão na recuperação do viaduto.

“Depois de 112 dias de serviço, estamos entregando o Viaduto Santa Ifigênia com a recuperação de pintura, da estrutura e também com câmeras. O piso é histórico e, para ser preservado,  vai sofrer pequenas intervenções. Toda essa área do Anhangabaú está sendo recuperada passo a passo, mantendo o centro da cidade", disse o prefeito João Doria.

A empresa Inova doou a reforma do viaduto e da escadaria, que teve 56 degraus e seis patamares reformados, além da troca do piso de borracha. Foram utilizadas duas toneladas de chapa de aço nas intervenções. O prefeito João Doria ressalta a importância para a capital de parcerias com as empresas e se coloca à disposição de outros representantes da iniciativa privada que desejarem contribuir com a cidade.

O processo de recuperação foi dividido em três etapas. Na primeira, foi feita a lavagem de toda a estrutura para remoção de pó, gordura e fuligem incrustada. O nivelamento da superfície, com massa plástica à base de poliéster, foi feito na segunda etapa. Na terceira fase, foi executada a pintura, por meio de duas aplicações de tinta esmalte sintético acetinado ou fosco.

Na escadaria do viaduto, que dá acesso à Praça Pedro Lessa, as obras foram necessárias devido à corrosão encontrada nos degraus, guarda-corpos e demais estruturas da escadaria, que poderiam colocar em risco a integridade física dos pedestres.

Os pilares do viaduto, que estavam queimados e pichados, receberam pintura, assim como as muretas. Os azulejos do monumento Vaga, localizado no canteiro central da Avenida Tiradentes, sob o viaduto, foram lavados. Os azulejos que faltavam acabaram repostos. “Este é um dos mais belos cartões postais da nossa cidade e foi revitalizado com recursos privados. Com as parcerias, estamos transformando o Centro em um lugar muito mais bonito e acolhedor”, diz o prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak. Oito câmeras estão sendo instaladas para monitoramento na região.

Iluminação

A iluminação do Santa Ifigênia, como a reinstalação dos cabos, foi feita pelo Ilume (Departamento de Iluminação Pública). A parte elétrica havia sido alvo de vandalismo e utilização indevida com equipamentos como geladeiras, fogões elétricos e micro-ondas, que eram usados por pessoas em situação de rua.

Os 15 postes antigos do viaduto tiveram as lâmpadas de vapor de sódio substituídas por duas lâmpadas de 250 watts de vapor metálico. Foi instalado embaixo da estrutura  um poste com lâmpada de 250 watts e, na Praça Pedro Lessa (Praça do Correio), 21 lâmpadas de 400 watts de vapor metálico nos postes antigos.

 

História do viaduto

O Viaduto Santa Ifigênia foi inaugurado em 26 de julho de 1913, para ligar o centro novo ao centro velho de São Paulo. Destinado exclusivamente ao uso de pedestres, tem 225 metros de extensão e 18,5 metros de largura.

A estrutura, composta por 1.100 toneladas de ferro, foi fabricada na Bélgica, com o objetivo de melhorar a circulação de carros, carruagens e bondes que passavam pelo Vale do Anhangabaú. O viaduto foi montado entre 1910 e 1913 e inaugurado pelo prefeito Raymundo Duprat. Em 1978, foi entregue reformado e reinaugurado como calçadão, com peças da mesma empresa que havia fornecido as estruturas originais.

São Paulo na TV

Inauguração do 10º CTA

Ver agenda completa