Notícias

Habitação: Prefeitura entrega 365 apartamentos na Zona Leste

As assinaturas dos contratos dos imóveis na Vila Curuçá, Zona Leste, estão sendo realizadas sem qualquer tipo de evento ou aglomeração, em virtude da pandemia de coronavírus

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), está realizando a entrega do Conjunto Habitacional Osório C e D, na Vila Curuçá, região do Itaim Paulista, na Zona Leste. Ao todo, são 365 unidades habitacionais destinadas para famílias de baixa renda, indicadas pelas demandas da Cohab (50%) e da Sehab (50%). As indicadas pela Cohab se cadastraram pelo site e aguardavam atendimento habitacional. Já as famílias indicadas pela Sehab foram removidas de áreas de risco da Várzea do Tietê ou por obras de intervenção urbana na Zona Leste e estavam recebendo o auxílio aluguel, benefício provisório que complementa a renda familiar para custos com despesas com moradia.

Em virtude da pandemia de coronavírus, a assinatura dos contratos e a entrega das chaves foram realizadas de maneira administrativa, sem qualquer tipo de evento ou aglomeração. O atendimento foi realizado de maneira escalonada, com horários pré-definidos, seguindo a orientação das autoridades sanitárias do município e do Governo do Estado.  A mesma situação está ocorrendo com a mudança das famílias, que teve início em 20 de junho e vai até a segunda quinzena de julho. 

“Os programas habitacionais da Prefeitura buscam melhorar a vida dos cidadãos e famílias em situação de vulnerabilidade social. Era nosso dever, mesmo nesse período de isolamento, buscar alternativas para continuar com a entrega das chaves para aqueles que aguardam por moradia durante tantos anos”, destacou o secretário municipal de habitação, João Farias.

Os condomínios C e D do Conjunto Habitacional Osório possuem cinco torres. Três pertencem ao condomínio C, com 215 unidades habitacionais, divididas em 11 pavimentos (térreo mais 10 andares), sete unidades no térreo e oito unidades por andar; e duas torres ao condomínio D, com 150 unidades, também com 11 pavimentos (térreo mais 10 andares), sendo três unidades no térreo e seis unidades por andar.

Cada bloco possui dois elevadores e os dois condomínios possuem áreas de lazer coberta e descoberta, de coleta seletiva, ajardinadas e de estacionamento, além de bicicletário.

Para Valdeci Oliveira Donato, moradora do Osório C, o novo lar foi a realização de um sonho. “Valeu a pena aguardar e não perder a esperança. Estou muito feliz! Ainda mais agora, com essa bênção e com um cantinho só meu, para receber amigos e familiares quando a pandemia passar”, enfatiza.

Para a construção das 365 unidades do Osório C e D foram investidos R$ 48.427.619 milhões entre recursos do Governo Federal, Estadual e da Prefeitura de São Paulo.

Osório A e B

Além do Conjunto Habitacional Osório C e D, o empreendimento no Itaim Paulista também conta com os condomínios A e B, ambos com 300 unidades cada. A previsão da assinatura dos contratos está marcada para setembro. Já a entrega das unidades deve ocorrer no início de outubro. Ao todo, o Conjunto Osório possui 965 unidades, todas destinadas para inscritos na lista de espera por habitação da Cohab ou famílias removidas de áreas de risco ou intervenções urbanas.

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento Digital do Bilhete Único

Ver agenda completa