Notícias

Prefeitura cria 26 mil vagas e chega à menor fila por creche da história: 44.094 crianças

Secretaria Municipal de Educação conseguiu a maior redução de fila até hoje: 32% em relação a 2016

De Secretaria Especial de Comunicação

São Paulo chegou à menor demanda por creche da história: 44.094 pedidos. É o que aponta balanço da Prefeitura de São Paulo relativo a dezembro, em comparação ao mesmo mês nos últimos 10 anos (em 2007 a administração municipal passou a contabilizar de maneira unificada os pedidos por vagas, trimestralmente). O resultado acontece após a criação de 26.000 vagas para crianças de até 3 anos em Centros de Educação Infantil (CEIs) em 2017, primeiro ano de gestão do prefeito João Doria.

A queda na demanda entre dois anos é também recorde, a maior registrada até hoje. A redução foi de 32% em relação às 65 mil crianças na fila em dezembro de 2016 (confira abaixo a fila ano a ano).

Com a criação de 26.000 vagas, São Paulo ultrapassou pela primeira vez o marco de 300 mil crianças atendidas em creches. “É um número importante, ainda mais para um ano inicial de gestão, mas ainda há trabalho a ser feito. A demanda por creches, assim como por escolas, é contínua. Por isso, seguiremos neste ritmo”, afirma o secretário municipal da Educação, Alexandre Schneider.

A demanda de creche apresenta a mesma dinâmica desde seu primeiro registro, em 2006. Ao fazer análises de dados históricos da demanda em São Paulo, é preciso compreender que a fila sempre cresce ao longo do ano, atinge o pico em novembro e em dezembro cai e atinge o número adequado para a comparação entre anos distintos. Essa dinâmica ocorre devido ao fluxo sazonal da procura por vaga: aumento até novembro, quando chega ao pico em função dos pedidos para o próximo ano letivo, e queda ao final de cada ano, quando é realizado o período de matrículas e é feita a transição dos alunos que passam para a pré-escola. Assim, o saldo de dezembro é sempre o dado utilizado como referência para criação de vagas.

A estratégia da Prefeitura teve foco na ampliação de convênios com organizações civis. Foram novos convênios firmados em todas as regiões da cidade. Este ano a Secretaria Municipal de Educação adequou as parcerias ao Marco Regulatório, criando mais camadas de fiscalização e ampliando a transparência, o que garante a qualidade do atendimento nos CEIs conveniados.

Também foram retomadas 26 obras de unidades de Educação Infantil, uma delas já inaugurada em São Miguel com capacidade para 200 alunos e mais quatro serão entregues no início de 2018. Além disso, um novo convênio com o Estado acaba de garantir a retomada de mais seis obras, com aporte de R$ 30,9 milhões.

Fila da pré-escola zerada

Neste ano São Paulo conseguiu o feito histórico de zerar a fila de espera por vagas de pré-escola nas EMEIs em apenas cinco meses de gestão. Hoje um pedido de matrícula para crianças de 4 e 5 anos é atendido em no máximo um mês, seguindo a mesma dinâmica do Ensino Fundamental.

ANO A ANO – DEMANDA POR CRECHE EM SP

São Paulo na TV

Região de Jaçanã/Tremembé recebe mutirão de serviços.

Ver agenda completa