Notícias

Prefeitura conclui mais uma etapa da requalificação do Autódromo de Interlagos

O Paddock foi coberto, os boxes poderão ser usados para eventos, e está garantida a segurança dos pilotos

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo apresentou nesta quinta-feira (7) as obras de requalificação do Autódromo de Interlagos, na Zona Sul da cidade. As principais novidades são a cobertura do Paddock e os novos boxes, que agora também poderão ser utilizados como áreas para eventos. Nesta etapa dos trabalhos foram aplicados R$ 41 milhões pelo governo federal e R$ 3,5 milhões da Prefeitura. Mas para deixar o circuito pronto para receber o 48º Grande Prêmio do Brasil de F1, que será realizado entre 15 e 17 de novembro, e a Etapa do Brasil da World Endurance Championship - WEC (6 horas de São Paulo), que acontece de 30 janeiro a 1º de fevereiro de 2020, foram investidos R$ 51,7 milhões.

“Essas obras fazem com que Interlagos deixe ser apenas um espaço de competições esportivas e se torne um centro de eventos e convenções”, destacou Vitor Aly, secretário de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB). “Com a estrutura modelada, os boxes, que agora não devem nada para nenhum outro autódromo, podem ser transformar em 24 salas”, explicou.

As intervenções foram contratadas pela SIURB e gerenciadas pela SPObras. A penúltima etapa da requalificação começou em abril e foi concluída em outubro. Destacando-se dos outros circuitos da Fórmula 1, Interlagos tem em toda área do Paddock cobertura fixa. Sustentada por uma estrutura metálica, a cobertura foi executada em membrana tencionada (tecido laminado sintético), possui um sistema de drenagem próprio e cobre uma área de 8.347,3 m². Todo perímetro do Paddock também recebeu novo guarda corpo feito em vidro.

Atendendo a uma antiga reivindicação das equipes, a Prefeitura elevou a altura dos boxes em cerca de um metro, permitindo que as equipes tenham mais facilidade e conforto para instalar e movimentar os equipamentos. As sete passarelas que ligam o Paddock ao Edifício de Apoio também foram ajustadas para a nova altura.

Para transformar o Autódromo de Interlagos em espaço multiuso, capaz de receber os mais diversos eventos, as paredes de concreto dos boxes deram lugar a 22 conjuntos de divisórias metálicas removíveis. As novas divisórias possibilitam a montagem de espaços com dimensões personalizadas. A área dos boxes também recebeu novo piso de epóxi, material industrial resistente ao forte atrito e de fácil lavagem, além de novas instalações elétricas e de ar comprimido.

Em dezembro será finalizada a cobertura na área do Edifício de Apoio (prédio localizado atrás dos boxes), concluindo todo o projeto de requalificação de Interlagos.

Tamas Rohonyi, promotor do GP Brasil de Fórmula 1 elogiou a pista de Interlagos e disse que é “um privilégio para as equipes correrem aqui”. Quanto a permanência da prova na cidade de São Paulo, ele falou que as negociações continuam e que a intenção é de que o Grande Prêmio fique na capital paulista até 2030.

Segurança dos pilotos

Para garantir a segurança dos pilotos, a pista de Interlagos passou por intervenções entre setembro e novembro.  Foi ampliada a área de grooving (ranhuras) no asfalto na subida dos boxes, para permitir maior aderência dos carros. A antiga caixa de brita (área de escape localizada no final da reta oposta) foi substituída por uma nova; instaladas novas barreiras de pneus; as áreas de escape e as lavadeiras (faixa zebrada em relevo) foram repintadas e reparadas; os guard rails (barreiras metálicas) e a sinalização da pista passaram por revisão e o pit lane (área na frente dos boxes) ganhou nova pintura. Todas as instalações do autódromo passaram por revisão de pintura, sistemas hidráulicos e elétricos. Esse ano a antiga bilheteria também passou por manutenção. Para essas intervenções, a Prefeitura investiu R$ 7,2 milhões.

Infraestrutura para realização da prova

Para a realização da prova, a SPObras também está gerenciando a montagem das arquibancadas, serviços de telefonia, fornecimento de ar condicionado, contêineres multiuso, geradores, compressores de ar, nobreaks, serviços de limpeza e segurança, contratação de empilhadeiras e guindastes além da obtenção de alvará. Nestes serviços, a Prefeitura está investindo R$ 23,5 milhões.

Turismo

O secretário de Turismo, Orlando Faria, destacou os benefícios que o GP Brasil traz para a capital. “O evento gerou impacto de R$ 334 milhões na economia da cidade em 2018”, informou ele. A expectativa é de que os ganhos para o município superem os excelentes números do GP do ano passado. Em 2018, 77,5% do público era composto por turistas. Em 2017, o percentual era de 67%. O aumento de visitantes na cidade, de acordo com dados do Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, gerou impacto de R$ 334 milhões, crescimento de 19,2% frente aos R$ 280 milhões registrados em 2017.

O número de visitantes estrangeiros entre os turistas que vieram especialmente para a corrida também aumentou, de 10,9%, em 2017, para 18,6% em 2018. Os dados também são resultado da pesquisa que é realizada desde 2005. “Como haverá um feriado na sexta-feira, os resultados poderão ser ainda melhores”, argumentou Faria.

Arquibancadas cheias

Interlagos tem capacidade para receber 20 mil pessoas nas arquibancadas, mas esse número chega a 55 mil lugares durante a Fórmula 1, graças à instalação de arquibancadas tubulares em vários trechos do complexo. “Parte desta estrutura vai inclusive permanecer montada para outra corrida em breve e essa negociação gerou economia para o contrato”, explica Vinicius Lima, Diretor de Gestão do Autódromo de Interlagos.

O campeonato de Fórmula 1 chega ao Brasil definido: a Mercedes é campeã de construtores e Lewis Hamilton, com o segundo lugar no GP dos Estados Unidos, conquistou o hexacampeonato mundial. Mas isso não diminui em nada a emoção para o público e as disputas dos pilotos e marcas na pista paulistana. O respeitado e desafiador traçado de Interlagos é aguardado pelos pilotos, que o consideram “seletivo”. É como se diz por aí: onde se separam os fracos dos fortes

Financiamento das obras de requalificação

Em agosto de 2013, o Ministério do Turismo e a Prefeitura de São Paulo firmaram acordo para o repasse no valor de R$ 160 milhões para adequação e implantação de infraestrutura no Autódromo. Parte desse valor (R$ 119 milhões), já foi repassado ao município em cinco etapas entre os anos de 2014 e 2018, para implantação do Edifício de Apoio (atrás dos boxes), Centro Operacional (ao lado dos boxes), boxes técnicos, nova galeria técnica, adequação geométrica da entrada e saída dos boxes e novo pavimento (rígido e flexível) no pit lane (frente dos boxes). Neste ano foram investidos R$ 41 milhões para a conclusão da requalificação de Interlagos.

Investimentos para requalificação no Autódromo de Interlagos

•          2013 – R$ 16.298.722.47 - (SIURB/PAC)

Obras: Reforma da Pista e Pit Lane e de instalações permanentes

•          2014 – R$ 47.585.402.37 - (SIURB/PAC) – R$ 41.737.790.31 (PAC)

Obras: Recapeamento da pista

Reforma das instalações permanentes

Acessibilidade no Autódromo

•          2015 - R$ 77.599.519.42 - (SIURB/PAC) – R$ 67.661.191.30 (PAC)

Obras: Reforma das instalações permanentes e da pista e Pit Lane, além de novos boxes;

•          2016 – R$ 7.003.408.95 - (SIURB) – R$ 7.003.408.95 (SIURB)

Obras: Readequações e manutenções das instalações permanentes; reforma da pista e Pit Lane;

•          2017- R$20.901.164.83 - (SIURB/PAC) – R$ 12.977.934.40 (PAC)

Obras: Reforma da Pista e Pit Lane e das instalações permanentes; obras complementares dos boxes

•          2018 – R$ 6.913.284.35 - (SIURB)

Obras: Reforma da Pista e Pit Lane e instalações permanentes

•          2019 - R$51.687.763.73 - (SIURB/PAC) – R$ 41 milhões (PAC), R$ 10,7 milhões;

Obras: Revisão e consolidação dos projetos executivos dos novos boxes; reforma e adequação da pista e Pit Lane e instalações permanentes; reforma e adequação dos boxes: execução de cobertura do Paddock e do prédio de apoio, junto à reta principal do autódromo.

Vela também

Prefeitura de São Paulo apresenta concessão do Complexo Interlagos

Ações do documento