Notícias

Prefeitura abre SPCine para desenvolver, financiar e implementar projetos para cinema

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo inaugurou oficialmente nesta quarta-feira (28) na Praça das Artes, região central, a Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo (SPCine). O órgão atuará como um escritório de desenvolvimento, financiamento e implementação de programas e políticas para os setores de cinema, TV, games e web, com o objetivo de reconhecer e estimular o potencial econômico e criativo do audiovisual paulista, além de seu impacto em âmbito cultural e social.



A criação da SPCine é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e o Ministério da Cultura, pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). A ação conta com o investimento de R$ 65 milhões, sendo R$ 25 milhões da Prefeitura, R$ 25 milhões do Governo do Estado e R$ 15 milhões da Ancine.

“É uma estratégia de alinhamento entre as três esferas de governo que vai dar aos cineastas, produtores, roteiristas, atores e atrizes uma perspectiva de sustentabilidade. Na verdade, o que São Paulo carece neste momento é de um horizonte de médio e longo prazo para que o cinema não seja uma atividade eventual”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

A empresa terá como eixos de atuação a inovação, criatividade e acesso; desenvolvimento econômico; integração e internacionalização (veja abaixo). “Estamos lançando hoje o conjunto importante de primeiras ações que colocam a SPCine em operação, mas não se trata apenas disso. Queremos hoje iniciar um novo ciclo no cinema e no audiovisual da cidade de São Paulo”, disse o presidente da SPCine, Alfredo Manevy.

“São Paulo tem um papel a jogar no desenvolvimento cultural do Brasil, não só exportando a sua produção, mas na política da produção brasileira. Dando a visibilidade da sua produção a muitos países do mundo, trazendo a produção de outros países para o Brasil, sendo a porta de entrada para que a gente dialogue com o cinema do México, da Argentina, sem restrições, para que possamos estabelecer relações culturais sólidas em todos os aspectos culturais. Precisamos que São Paulo assuma a sua posição cultural no Brasil”, afirmou o ministro de Estado da Cultura, Juca Ferreira.

Entre as ações que já são desenvolvidas pela empresa, está a promoção do Laboratório de Experimentação e Inovação Audiovisual (LEIA), polo de desenvolvimento tecnológico realizado em convênio com o Ministério das Comunicações.

“Para nós, da Agência Nacional de Cinema, poder contar com a SPCine é fundamental e decisivo. Não é possível que a construção de política pública para o audiovisual esteja concentrada exclusivamente nas mãos do Governo Federal. É preciso que nos estados, nas prefeituras das capitais, existam também articulações de políticas públicas para o audiovisual, fazendo com que ele chegue perto da população. Que tenha o papel de fazer com que os talentos e a criatividade instalada em cada uma destas cidades possam ser realizados plenamente”, disse o diretor-presidente da Ancine, Manoel Rangel.

Também estiveram no evento Marcelo Mattos Araújo (secretário de estado da Cultura), Nabil Bonduki (vereador e secretário municipal de Cultura nomeado), Nunzio Briguglio (secretário municipal de Comunicação) e Guilherme Varella (secretário municipal interino de Cultura).


 


Saiba quais são os eixos de atuação da SPCine:


Inovação, Criatividade e Acesso


Pensando no cidadão como um criador audiovisual em potencial, a Spcine irá elaborar e apoiar ações de desenvolvimento criativo e inovação aplicada às novas tecnologias, formatos, linguagens e ao empreendedorismo. Também estão no foco da empresa a formação, capacitação e requalificação profissional como suporte ao desenvolvimento de boas ideias.

Desenvolvimento Econômico
Para ajudar o desenvolvimento do mercado de audiovisual rumo a um cenário de sustentabilidade econômica, a SPcine irá promover estudos setoriais e investimentos estratégicos. Além disso, a geração de negócios e o desenvolvimento de todo o ecossistema audiovisual serão impulsionados, garantindo a representatividade do setor na economia paulista e brasileira.

Integração e Internacionalização
A cidade de São Paulo tem potencial para se tornar um dos principais polos de audiovisual do mundo. A diretriz de Integração e Internacionalização visa conduzir o estado neste caminho. Com atuação integrada entre as esferas municipal, estadual e federal, a Spcine deve estimular as coproduções, a atração de produções estrangeiras, a exportação do conteúdo audiovisual paulista e o intercâmbio cultural e de talentos.

“Nós esperamos que São Paulo se torne uma referência no cinema no Brasil e na América Latina, para que ela continue sendo um grande polo cultural no hemisfério sul”, disse o vereador e secretário municipal de Cultura nomeado Nabil Bonduki.





Conheça as ações desenvolvidas pela SPCine:


SP Film Comission
Este escritório viabiliza as filmagens na cidade de São Paulo, fazendo uso das novas tecnologias. A film comission também tem o objetivo de reduzir a burocracia e auxiliar produções nacionais e internacionais a usufruir da diversidade de paisagens paulistas.

Circuito SP de Salas de Cinema
Este Circuito irá levar a experiência do cinema a todas as regiões da capital paulista. Este projeto também amplia a oferta de espaços de exibição por meio de investimento em modernização da rede de salas já instalada, que inclui centros culturais, teatros, CEUs e bibliotecas. Ele conta ainda com uma programação regular de exibições, as salas do Circuito SP, que também poderão abrigar mostras, festivais, ações de formação, entre outros eventos audiovisuais.

“Esperamos poder brevemente nos associar a este Circuito, incluindo também as salas das nossas Fábricas de Cultura, localizadas em 10 bairros da periferia paulistana, para aumentar ainda mais essa acessibilidade do público”, afirmou o secretário de estado da Cultura, Marcelo Mattos Araújo.

LEIA
O Laboratório de Inovação e Experimentação Audiovisual é o espaço de encontro e articulação para jovens empreendedores criativos. O intuito é criar um ambiente propício a cocriação e ao desenvolvimento de novas ferramentas, produtos, soluções e modelos de negócio para o setor audiovisual. Com infraestrutura de ponta, o LEIA irá reunir atividades de formação, desafios criativos e ações de apoio e suporte a novas ideias.

SP Bits
A SP Bits é o conjunto de programas e ações da SP Cine para o mercado de games e cultura digital. O Brasil é um dos maiores mercados consumidores de jogos eletrônicos do mundo e, por este motivo, a Spcine quer estimular a produção nacional, incentivando o debate e implementando linhas de financiamento específica para impulsionar o desenvolvimento criativo e econômico da área. 



Imagens para download:
Crédito: Leon Rodrigues / Secom


Foto 1 | Foto 2 | Foto 3 | Foto 4 | Foto 5 | Foto 6 | Foto 7 | Foto 8 | Foto 9 | Foto 10 

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento no Cate

Ver agenda completa