Notícias

Pré-carnaval começa neste fim de semana com mais de 200 blocos pela cidade

Prefeitura e Governo de São Paulo articularam ações conjuntas para o trânsito, saúde e para a segurança dos foliões

De Secretaria Especial de Comunicação

Carnaval de Rua da cidade de São Paulo começa oficialmente neste fim de semana (dias 15 e 16), quando estão previstos 123 blocos no sábado e outros 94 no domingo, com atrações espalhadas por todas as regiões da capital. Entre os destaques da programação para este final de semana estão os tradicionais Casa Comigo, Sargento Pimenta, Monobloco, Chá da ALice e Baixo Augusta. As atrações também ficam por conta de Alceu Valença, Elba Ramalho, Lexa e Alok

A Prefeitura de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (14) uma importante parceria com o Governo de SP para garantir a segurança dos 15 milhões de foliões esperados nos próximos três finais de semana, com a articulação de diferentes ações conjuntas para o trânsito, a saúde e a segurança.

“Este será o maior carnaval de São Paulo. Sua realização só foi possível por conta da parceria com Governo do Estado. Jamais faríamos uma festa deste porte sem essas parcerias tão importantes para o cidadão paulistano e para a promoção do turismo na cidade”, disse o secretário de Governo Municipal, Mauro Ricardo Machado Costa.

A estimativa é que 2 milhões de pessoas participem da folia já neste final de semana. Nesta sexta-feira (14) também foram apresentadas as diretrizes da Operação Carnaval Mais Seguro, que prevê a intensificação de ações preventivas e ostensivas para combater crimes nos locais de grande concentração.

“Fizemos um planejamento especial para tornar o carnaval de São Paulo o melhor do país. Além de monitoramento nas estradas e de reforço nos transportes de grande capacidade, montamos uma mega operação policial preventiva. Drones, helicópteros e equipamentos de reconhecimento facial, além de sete delegacias da mulher, funcionando 24 horas por dia, contribuirão para melhorar a segurança dos que vão às ruas para curtir o carnaval”, disse o governador João Doria.

Saúde

Durante o carnaval, as secretarias municipal e estadual de Saúde irão atuar em diversas frentes para a prevenção doenças sexualmente transmissíveis, blitze especiais, além de todo o apoio do Grupo de Resgate em caso de incidentes.

A cidade de São Paulo terá 20 postos médicos montados pela Prefeitura em estruturas fixas provisórias nas localidades com grande concentração de pessoas (desfiles de blocos), nos dias de evento. O funcionamento iniciará duas horas antes do horário marcado para o evento no local e será encerrado somente quando a Polícia Militar der por encerrada a programação nos locais.

Cada posto médico contará, no mínimo, com 10 profissionais: dois médicos, um enfermeiro e sete técnicos de enfermagem.

O sistema de atendimento móvel será composto de 100 ambulâncias em cada dia de evento, divididas em 30 ambulâncias UTI e 70 ambulâncias de suporte básico.

O munícipe, quando estiver fora da área dos desfiles e impossibilitado de deslocamento até uma Unidade de Saúde, deve ligar ao SAMU-SP-192. Vale esclarecer que o SAMU tem um protocolo de atendimento que orienta o solicitante até a chegada do recurso de saúde. Leia mais

Transporte
A cidade de São Paulo também contará com o apoio da Operação Carnaval Mais Seguro, que irá atuar no transporte rodoviário e por trilhos. As rodovias terão reforço operacional e de fiscalização em tempo real com uso de câmeras e drones

Nas linhas da EMTU, do Metrô e os trens da CPTM haverá reforço de funcionários nas estações com maior fluxo de passageiros e aumento no número de viagens de acordo com a demanda. Confira a estratégia especial para atender ao fluxo de passageiros do Metrô e da CPTM

A SPTrans prevê os seguintes desvios de linhas de ônibus:

  • Pré-carnaval (15 e 16 de fevereiro) – desvio de 560 linhas de ônibus
  • Carnaval (22 a 25 de fevereiro) – desvio de 730 linhas de ônibus
  • Pós-carnaval (29 de fevereiro e 1 de março) – desvio de 340 linhas de ônibus  


Previsão de mudanças de pontos de ônibus:

  • Linhas normais – cerca de 570 pontos de embarque e desembarque
  • Linha turística – 8 pontos


Confira os trajetos dos desvios das linhas de ônibus em www.sptrans.com.br/carnaval  ou pelo telefone 156

Carnaval de Rua

A cidade de São Paulo realiza neste ano um dos maiores e mais importantes carnavais de rua do Brasil. Serão 678 desfiles aprovados e publicados no Diário Oficial da Cidade, 38,5% a mais do que no ano passado. Eles estarão distribuídos em 468 pontos da cidade e devem atrair 15 milhões de pessoas, superando os 14 milhões de foliões do ano anterior.

A ocupação das ruas da maior cidade do país durante a celebração do Carnaval de Rua 2020, entre os dias 15 de fevereiro (pré-carnaval) e 1° de março (pós-carnaval), projeta um impacto econômico na capital paulista que deve ultrapassar os números do Carnaval de 2019, que movimentou R$ 2,3 bilhões (carnaval de rua e Sambódromo), segundo pesquisa do Observatório do Turismo da Prefeitura de São Paulo.

Nos últimos cinco anos, a quantidade de desfiles cresceu 91,2% na capital. Em 2019, a festa contou com 490 desfiles e 464 blocos. Em 2020, serão 678 desfiles e 644 blocos (um bloco pode fazer mais de um desfile).

Para atender à demanda, a Prefeitura criou uma comissão intersecretarial que reúne as Secretarias de Cultura, Turismo, Subprefeituras, Saúde, Segurança Urbana, Mobilidade e Transportes, Comunicação, Direitos Humanos e Cidadania, Licenciamento e Desenvolvimento Urbano.

Cada área do governo ficou responsável por um aspecto da festa e foram realizadas mais de 30 reuniões desta comissão com os diversos órgãos públicos e a comissão de representantes de blocos de carnaval, para antecipar a organização da festa. Clique aqui e leia mais informações.

 

Leia também:

 

Ações do documento