Notícias

Plano de contingência de gestão de resíduos: Prefeitura inclui recomendações sobre uso de máscaras para agentes de limpeza urbana

Orientações são baseadas em avaliações técnicas de especialistas em medicina do trabalho e infectologistas nacionais e internacionais

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo atualizou o plano de contingência de gestão de resíduos sólidos em situação de pandemia do covid-19, com recomendações sobre o uso das máscaras para os agentes de limpeza urbana. Baseado nas diretrizes da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (ABRELPE), o uso das máscaras foi incluído nos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em serviços pontuais.

O uso da máscara foi incluído nos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) somente em serviços necessários, como já é o caso da coleta de resíduos de saúde (RSS), operações de lavagem com uso de desinfetante bactericida, ações especiais com grande fluxo de pessoas e momentos de deslocamento de mais de dois agentes no mesmo veículo. 

Em atendimento ao decreto municipal nº 59.360, que indica à população, sempre que possível e quando for necessário sair de casa, que utilize máscaras de proteção facial, confeccionadas conforme orientações do Ministério da Saúde, os agentes de limpeza usarão máscaras reutilizáveis em todos os momentos de convívio social, como o transporte público, garagem, vestiários e no caminhão – quando a equipe está em deslocamento.

As orientações sobre o uso de máscaras para os profissionais de limpeza urbana são baseadas em avaliações técnicas de especialistas em medicina do trabalho e infectologistas nacionais e internacionais, e seguem as orientações do documento de boas práticas elaborado pela ABRELPE.


Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento no Cate

Ver agenda completa