Notícias

Parques da capital serão reabertos com medidas de restrição a partir da próxima segunda-feira (13/07)

Reabertura gradual irá contemplar, inicialmente, 70 dos 108 parques municipais; não será permitida a prática de atividades coletivas

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo irá reabrir 70 (59 urbanos, 5 naturais e 6 áreas de preservação) dos 108 parques municipais a partir da próxima segunda-feira (13/07) com horário reduzido e medidas de restrição. O anúncio dos protocolos para reabertura foi feito pelo prefeito Bruno Covas durante coletiva de imprensa on-line, e o decreto autorizando a reabertura será publicado no Diário Oficial de sexta-feira (10/07).

Segundo o prefeito Bruno Covas, os parques deverão funcionar de segunda a sexta-feira e com 40% de sua capacidade. “Nós teremos controle na entrada dos parques, será obrigatória a utilização de máscara e os bebedouros estarão fechados por orientação da Vigilância Sanitária. Os permissionários que funcionam dentro dos parques também poderão voltar a funcionar respeitando os protocolos de atendimento”, explicou Covas.

Para os parques atendidos nesta etapa, os horários de funcionamento serão diferenciados: abrirão das 10h às 16h, de segunda a sexta. Apenas os parques Ibirapuera e do Carmo terão horário diferenciado, das 6h às 16h. Também serão reduzidos os portões de acesso e a reabertura contempla apenas os dias da semana: todos serão fechados nos fins de semana, para evitar aglomerações. 

O protocolo, elaborado por técnicos da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), define regras claras para o cumprimento das leis vigentes durante a pandemia, restringindo o uso dos parques para evitar aglomerações. Assim, atividades físicas como caminhada, corrida, trilha e ciclismo (conforme a estrutura de cada unidade) estarão liberadas, respeitado o uso de máscara e o distanciamento social.

Qualquer outra atividade que promova aglomeração está temporariamente suspensa, como eventos e esportes coletivos (uso de quadras e campos) e entrada de equipamentos para essa prática. Nesta etapa, os parquinhos e equipamentos de ginástica também serão restritos. Já os sanitários permanecerão abertos. 

Para melhor controle físico nos parques, haverá restrição no número de portões de acesso, sinalização de piso em áreas que promovam fila para o cumprimento do distanciamento social e reorganização das áreas de consumo de alimentos das lanchonetes, conforme protocolos setoriais. 

As regras de higiene vão além do uso de máscaras: será disponibilizado álcool em gel 70% para higienização das mãos e, nos espaços com sanitários abertos (caso dos parques Ibirapuera e Carmo), haverá sabão líquido. Nesses parques, a limpeza dos sanitários será intensificada. Em alguns parques que possuem áreas gramadas, há projeto de marcação para que o distanciamento social seja cumprido. Alguns deles receberam o recurso, como o Ibirapuera, Carmo, Burle Marx e Povo, com auxílio da iniciativa privada. 

A SVMA também promoverá a contagem de frequentadores, observando dias e horários de maior e menor fluxo, ocorrências ou notificações de casos suspeitos ou confirmados de trabalhadores (servidores ou terceirizados) e análise do cumprimento desse protocolo para avaliar a ampliação do funcionamento dos parques. Além da divulgação na imprensa e comunidades, foram providenciadas faixas que resumem as regras deste protocolo, para que os usuários frequentam os parques de forma consciente. 

Parques abertos

Estão neste primeiro grupo 59 parques urbanos e lineares: Jardim da Luz, Aclimação, Independência, Buenos Aires, Ibirapuera, Cemucam, Alfredo Volpi, Carmo, Piqueri, Vila dos Remédios, Anhanguera, São Domingos, Raposo Tavares, Lions Clube Tucuruvi, Raul Seixas, Santa Amélia, Burle Marx, Eucaliptos, Chácara das Flores, Tiquatira – Eng. Werner Zulauf, Ipiranguinha, Trote, Parelheiros, Povo – Mario Pimenta Camargo, Vila Prudente – Ecológico Prof. Lydia Natalízio Diogo, Rapadura, Itaim, Fogo, São José, Sapé, Água Vermelha, Aricanduva, Vila do Rodeio, Consciência Negra, Jardim Sapopemba, Sena, Ten. Brig. Faria Lima, Juliana de Carvalho Torres – Cohab Raposo Tavares, Zilda Arns, Lajeado – Izaura Pereira Franzolin, Canivete, M’Boi Mirim, Barragem de Guarapiranga, Ciência, Mongaguá, Rio Verde, Ribeirão Caulim, Ribeirão Cocaia, Cantinho do céu, Sete Campos, Jardim Prainha, Guabirobeira – Mombaça, Jardim da Conquista, Ribeirão Oratório, Sapopemba (Aterro), Feitiço da Vila, Chácara do Jockey e Jardim das Perdizes. O Parque Nair Bello, em Itaquera, será entregue nos próximos dias.

Fazem parte dos espaços abertos cinco Parques Naturais Municipais, que terão seu funcionamento retomado conforme o projeto-piloto de visitação, iniciado antes da pandemia. Cada unidade abrirá um dia na semana, de segunda a quinta, das 10h às 16h. São eles: PNMs Jaceguava (segunda-feira); Itaim (terça-feira), Fazenda do Carmo (terça-feira), Varginha (quarta-feira) e Bororé (quinta-feira). As unidades permanecerão fechadas de sexta a domingo. 

Estão incluídas também as 6 áreas de preservação, o PNM Cratera de Colônia: Reserva do Morumbi, Quississana, Ecológico de Campo Cerrado Alfred Ústeri, Savoy City e Altos da Baronesa. O acesso a essas unidades é concedido apenas para fins de pesquisa, mediante agendamento.

Parques fechados

Outros parques urbanos e lineares permanecem fechados: Trianon, Guarapiranga, Previdência, Nabuco, Lina e Paulo Raia, Rodrigo de Gásperi, Vila Guilherme, Luiz Carlos Prestes, Severo Gomes, Chico Mendes, Jardim Felicidade, Santo Dias, Cidade de Toronto, Ermelino Matarazzo, Colinas de São Francisco, Jacintho Alberto, Cordeiro Martin Luther King, Castelo, Nove de Julho, Shangrilá, Zilda Natel, Guaratiba, Vila Sílvia, Pinheirinho D’Água, Herculano, Guanhembu, Praia de São Paulo, Casa Modernista, Mário Covas, Leopoldina, Benemérito Brás, Águas, Senhor do Vale, Central do Itaim, Nebulosas, Tatuapé, Chuvisco e Nascentes do Ribeirão Colônia.




Ações do documento

Vídeos

SPlica - Agendamento de atendimento nas subprefeituras