Notícias

Parada LGBTQI+ 2020, que tinha sido prorrogada, será cancelada

Nova data do evento seria a mesma do segundo turno das eleições municipais deste ano

De Secretaria Especial de Comunicação

Outro evento que também tem o apoio da Prefeitura de São Paulo é a Parada LGBTQI+, que seria realizado em 14 de junho. Os organizadores do evento celebraram a data de forma virtual no mês passado e a parada nos moldes tradicionais tinha sido prorrogada para o dia 29 de novembro, em São Paulo. Porém, ela será cancelada.

“Nós teríamos uma outra preocupação, porque é exatamente a data de realização do segundo turno das eleições neste ano de 2020, dada a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), no Congresso Nacional”, disse o prefeito Bruno Covas, que continuou: “Eu queria agradecer a organização da Parada LGBTQI+, por entender o momento em que a cidade vive, cancelando a realização do evento neste ano”, disse Covas, nesta sexta-feira (dia 24), durante coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado.

No ano passado, a Parada LGBTQI+ reuniu 3 milhões de pessoas e trouxe benefício econômico de R$ 404 milhões para a cidade de São Paulo.

Leia também:

Fórmula 1: Federação cancela prova no Brasil deste ano

Marcha para Jesus deste ano não deve ser presencial

Data do Carnaval 2021 ainda será definida pela Prefeitura

Ações do documento