Notícias

Mutirão nos Bairros: Prefeitura ultrapassa marca dos 100 mil atendimentos

Durante as 21 edições já foram ofertadas cerca de oito mil oportunidades de emprego em processos seletivos intermediados pelo CATe; o programa concentra diversos serviços em um ponto específico da cidade

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo ultrapassou a marca dos 100 mil atendimentos após vinte e uma edições do Programa Mutirão nos Bairros. Coordenado pela Secretaria Especial de Relações Sociais, o mutirão já passou pelas subprefeituras de São Mateus, Santo Amaro, Guaianases, Campo Limpo, Parelheiros, Itaquera, Freguesia/Brasilândia, Capela do Socorro, M’ Boi Mirim, Pirituba/Jaraguá, Ermelino Matarazzo, Lapa, Mooca, Sapopemba, Cidade Tiradentes, Vila Maria/Vila Guilherme, Perus, São Miguel Paulista, Ipiranga e Jaçanã/Tremembé e Casa Verde/Cachoeirinha.

O programa concentra, todos os sábados, diversos serviços da administração municipal em um ponto específico da cidade. A ideia é levar os serviços da Prefeitura para próximo da população que mais precisa em áreas vulneráveis da capital.

Durante os mutirões, enquanto as equipes da subprefeitura que sedia o evento realizam serviços de zeladoria como varrição, pintura, poda de árvores e grama, entre outras ações, a população da região tem acesso a diversos serviços públicos em um único ponto.

Durante as ações já foram ofertadas cerca de oito mil oportunidades de emprego. Uma novidade é que quem está em busca de uma recolocação no mercado de trabalho pode ter acesso a vagas de emprego regionalizadas, em processos seletivos intermediados pelo Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo (CATe).

O Mutirão também é uma oportunidade para quem deseja se tornar um Microempreendedor Individual (MEI). A Ade Sampa – Agência São Paulo de Desenvolvimento, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, atenderá os empreendedores tirando dúvidas e dando orientações.

A Secretaria Municipal de Saúde já aplicou mais de 5.500 doses de vacina (sarampo, caxumba e rubéola (tríplice viral) e febre amarela) durantes as 21 edições, além de ofertar orientações sobre arboviroses, distribuição de preservativos, entre outros serviços. Pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social recebem orientações sobre os programas sociais do Governo Federal como o Bolsa Família durante o atendimento ofertado pela Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

As ações também contam com a oferta de serviços das secretarias municipais das Subprefeituras, Direitos Humanos, Pessoa com Deficiência, Habitação, Saúde, Inovação e Tecnologia, Cultura, além de outros parceiros como a SABESP e a COHAB.

 

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Banco de alimentos