Notícias

Motoristas já utilizam mais de 7 mil cartões de Zona Azul Digital por dia

Créditos podem ser adquiridos por aplicativos e em estabelecimentos comerciais credenciados

De Secretaria Especial de Comunicação

Os motoristas que circulam pela capital já utilizam por dia mais de 7 mil cartões digitais para fazer o pagamento da Zona Azul e estacionar em uma das quase 40 mil vagas rotativas espalhadas pela cidade. Os créditos eletrônicos podem ser adquiridos pelo celular com os aplicativos do serviço e em estabelecimentos comerciais credenciados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A lista dos 299 pontos de venda está disponível na internet.

Desde o lançamento do pagamento eletrônico, em julho, foram vendidos 624.195 cartões digitais e mais de 450.151 foram utilizados para pagamento de Zona Azul. A adesão ao sistema tem crescido: no mês de setembro a utilização de cartões eletrônicos foi 25% maior do que em agosto, totalizando 216.172 ativações, uma média de 7.206 por dia.

Para utilizar a Zona Azul Digital, o motorista pode baixar um dos quatro aplicativos aprovados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET): Estacionamento Eletrônico, Vaga Inteligente e Zona Azul Fácil SP, que são compatíveis com os sistemas Android e IOS; ou o Digipare, que também atende aos usuários de Windows Phone. Nos aplicativos, é necessário realizar um cadastro com login (CPF/CNPJ), senha, dados cadastrais e placa do veículo. Um mesmo usuário poderá realizar o cadastro de várias placas.

Ao parar em uma vaga, o condutor deve informar no sistema a placa do veículo estacionado e o tempo que deseja adquirir para permanecer no local. Caso o período vença, o motorista poderá renovar o crédito à distância –os aplicativos têm um alerta que pode ser programado pelo usuário para ser avisado quando o tempo solicitado estiver expirando.

Os pontos físicos de venda utilizam equipamentos que registram de forma digital o pagamento da tarifa de estacionamento. Para adquirir créditos em estabelecimentos comerciais, o usuário também precisa informar a placa do veículo, o tempo de validade e a quantidade de cartões desejada. O comprovante de pagamento emitido serve apenas para controle do motorista, não sendo necessário mantê-lo no painel do veículo.

O preço da Zona Azul permanece o mesmo, de R$ 5 por período, que pode ser de 30 minutos a quatro horas –o tempo varia de acordo com a localização. Também há a possibilidade de comprar pelos aplicativos um pacote de créditos com desconto: 10 cartões digitais custam R$ 45,00. Mais informações sobre a utilização da Zona Azul Digital estão disponíveis na página da CET.


Fiscalização
Para fiscalizar as vagas, são utilizados equipamentos eletrônicos que possibilitam verificar o registro digital. O agente digita a placa do veículo e é informado se houve a ativação de crédito para aquela placa, inclusive por qual período. Se eventualmente o agente não conseguir contato com o sistema, ele poderá ligar para o 1188 e verificar a situação de estacionamento dos veículos.

O pagamento digital é mais prático e seguro, evitando o comércio de talões falsificados e cobranças irregulares acima da tabela, praticadas por flanelinhas. A CET estima que, somente em 2015, o município perdeu mais de R$ 58 milhões em arrecadação por conta das fraudes.

Fotos:
Crédito: César Ogata/SECOM
Foto 1 | Foto 2

São Paulo na TV

Lançado edital de concessão para instalação de banheiros públicos