Notícias

Mesmo com Carnaval cancelado, Prefeitura reforça alerta para evitar contágio pelo coronavírus

Suspensão da festa popular visa diminuir a mobilidade das pessoas e aglomerações, principais formas de disseminação do vírus

De Secretaria Especial de Comunicação

O feriado de Carnaval foi cancelado em todo o estado de São Paulo. Na capital paulista, também foi decretada a suspensão do ponto facultativo como medida de enfrentamento à pandemia de Covid-19 que, apesar do início da vacinação, encontra-se com alta no número de casos e com variantes do coronavírus já notificadas no território.

Com a suspensão do feriado, as autoridades esperam a diminuição da mobilidade das pessoas e a redução das aglomerações, duas características típicas da festa popular.

O decreto nº 60.060, publicado na edição de 30 de janeiro de 2021 do Diário Oficial do Município, estabelece que não haverá ponto facultativo nas repartições públicas municipais nos dias 15 e 16 de fevereiro, relativos ao Carnaval, e no dia 17, referente à Quarta-feira de Cinzas.

A medida se faz necessária para tentar controlar a contaminação e sua consequente alta de casos e mortes pelo coronavírus, a exemplo do que se viu no fim do ano e que até agora impacta nos números da saúde. Os desfiles de blocos estão proibidos.

Fase amarela

Os estabelecimentos comerciais precisam respeitar os limites de horário das fases do Plano São Paulo. A capital encontra-se na fase amarela, e o horário de fechamento de lojas, shoppings e restaurantes não pode ultrapassar 22h. O limite de funcionamento para os bares é até às 20h, com 40% de ocupação.

No entanto, as autoridades de saúde pedem a atenção de todos no reforço às medidas gerais de proteção já habituais, como uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social.

Além disso, o uso de máscaras também é recomendado em todos os ambientes públicos e até mesmo residenciais. A participação em eventos e as reuniões de pessoas, sejam com amigos ou familiares que não residam na mesma casa, não são indicadas neste momento.

Aqueles que têm previsão de viagem nestes dias devem realizar teste RT-PCR e, em caso positivo, cancelar a viagem e ficar em isolamento. O cancelamento do feriado diminui a possibilidade de, ao viajar, as pessoas levarem o vírus para outro lugar.

No retorno da viagem, é recomendado ficar em quarentena por uma semana e, principalmente, evitar o contato com idosos e pessoas com doenças crônicas e comorbidades.

Nas praias, apesar do ambiente ao ar livre, devem apenas ser praticadas atividades físicas. Nada de banhos de sol, encontros, reuniões familiares e de amigos, e, principalmente, consumo de bebidas alcoólicas na areia.

Ações do documento