Notícias

Marcha para Jesus deste ano não deve ser presencial

Organizadores devem apresentar novo formato à Prefeitura

De Secretaria Especial de Comunicação

A Marcha para Jesus, que é um evento apoiado pela Prefeitura, estava marcada para 13 de junho deste ano. A Marcha foi prorrogada para o dia 2 de novembro, mas, mesmo assim, não deve ocorrer nos moldes tradicionais em decorrência da pandemia. Em 2019, o evento contou com a participação de 3 milhões de pessoas e um benefício econômico para a cidade de R$ 217 milhões.

“A organização da Marcha já avisou a Prefeitura de São Paulo que não fará a marcha no dia 2 de novembro de forma presencial. Então, nos próximos dias, eles vão apresentar à Prefeitura de São Paulo outro formato do evento, que não será de forma presencial”, disse Covas, nesta sexta-feira (24), durante coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo.

Leia também:

Fórmula 1: Federação cancela prova no Brasil deste ano

Parada LGBTQI+ 2020, que tinha sido prorrogada, será cancelada

Data do Carnaval 2021 ainda será definida pela Prefeitura

Ações do documento