Notícias

Mais de 88% dos beneficiários do Programa De Braços Abertos reduziram uso de crack

De Secretaria Especial de Comunicação

Dois anos após a Prefeitura de São Paulo ter implementado o programa De Braços Abertos na região conhecida como Cracolândia, no bairro da Luz, 88% dos beneficiários da ação afirmam ter reduzido drasticamente o consumo de crack. Os dados fazem parte de uma pesquisa feita por assistentes sociais que atuam junto com os dependentes químicos e mostra ainda que, antes do programa, iniciado em janeiro de 2014, o uso de crack por pessoa era de, em média, 42 pedras por semana,  e agora é de 17 pedras, uma queda de 60% entre as pessoas cadastradas.

Antes do De Braços Abertos, que oferece moradia em hotéis, oportunidade em frentes de trabalho e renda, além de alimentação e capacitação, cerca de 16% dos beneficiários afirmava consumir de 81 a 100 pedras por semana, índice que agora é de apenas 2%. As pessoas que diziam consumir de 1 a 10 pedras por semana representavam 22% antes do programa. Agora, eles são quase a metade (47%) dos beneficiários. A pesquisa ainda aponta que, antes da ação, 65% dos beneficiários diziam passar o dia todo sob o efeito do crack, e 32% na metade do dia, pelo menos. Dois anos depois, apenas 5% afirmam ficar sob efeito da droga durante todo o dia. Mais de 55% dizem ficar sob o efeito do crack por pouco tempo no dia. Antes, eram apenas 3%.

O De Braços Abertos é baseado no conceito de redução de danos, fazendo com que o dependente químico, com mais dignidade e seus direitos respeitados, deixe gradativamente o consumo de crack e outras drogas. O levantamento aponta, por exemplo, que 84,66% estão em tratamento de saúde, que 84,17% não possuíam sequer documentação antes da ação –e, agora, contam com identificação– e que 72,75% estão trabalhando. Outro dado importante é que 52,52% dos beneficiários recuperaram o contato com a família, condição importante para a reinserção social do dependente químico.

Atualmente, o programa conta com 467 beneficiários ativos, sendo 36% de mulheres e 64% de homens. Na faixa etária, 43% dos cadastrados tem entre 30 a 40 anos e 31% entre 51 a 55 anos de idade. Em relação à escolaridade, cerca de 55% têm o Ensino Fundamental incompleto e 12% o Ensino Médio incompleto. Os pardos são 50% dos beneficiários, enquanto 27% se declaram negros e 23% brancos.


Leia a pesquisa na íntegra



Leia Mais
Beneficiários do “De Braços Abertos” recebem carteiras de trabalho assinadas


Criminalidade cai na Cracolândia após ações do programa De Braços Abertos

Programa "De Braços Abertos" completa um ano com diminuição do fluxo de usuários e da criminalidade na região

Pesquisa avaliará impactos do programa 'De Braços Abertos'

Beneficiários do "De Braços Abertos” participam de atividades culturais e relatam experiências no programa
 
Crianças e famílias beneficiárias do programa 'De Braços Abertos' visitam Páteo do Colégio e Solar da Marquesa


Especialista norte-americano em combate às drogas conhece programa 'De Braços Abertos'


Programa de “De Braços Abertos” tem nova entidade gestora

Príncipe Harry visita programa Braços Abertos em São Paulo

Prefeitura inclui beneficiários do 'De Braços Abertos' no Fábrica Verde

'De Braços Abertos': Prefeitura revitaliza o largo Coração de Jesus

Prefeitura finaliza primeira etapa do programa ‘De Braços Abertos’ na Cracolândia

São Paulo na TV

Movimento Legalidade

Ver agenda completa