Notícias

Hospital Municipal da Brasilândia será entregue neste mês

Equipamento contará com 150 leitos de UTI e 30 de transição exclusivos para o tratamento da covid-19

De Secretaria Especial de Comunicação

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que o Hospital Municipal da Brasilândia será entregue à população neste mês. O equipamento contará com 150 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 30 leitos de transição exclusivos para o tratamento de pessoas com a covid-19.

Quando pronto, será um hospital e maternidade com 305 leitos e beneficiará 2,2 milhões de pessoas da região.

Vale lembrar que a administração municipal retomou, a partir de 2017, diversas obras deixadas paradas pela gestão anterior em áreas como Saúde e Educação, o que ocasionou a revisão de prazos inicialmente previstos. Entre elas, está o Hospital Municipal da Brasilândia.

Brasilândia é um distrito com mais de 280 mil habitantes e, visando a prevenção, por meio de ações comunitárias, equipes estão orientando o uso de máscaras, a importância do isolamento social, além das parcerias com lideranças locais e desinfecção de ruas realizadas pela subprefeitura Freguesia/Brasilândia. Associações do bairro também têm auxiliado na produção e distribuição de máscara por comunidades. Carros de som e um trio elétrico, cedido pela sociedade civil, percorrem diariamente as ruas com orientações necessárias para o combate ao coronavírus, além dos carros de som da subprefeitura.

As unidades de saúde têm atendido diariamente os usuários com sintomas de síndrome gripal. Sendo leve, são medicados e orientados para o isolamento domiciliar. Estes pacientes são monitorados diariamente e com retorno até o quinto dia. Se apresentarem piora nos sintomas, são encaminhados para Hospitais de Campanha, conforme critérios clínicos.

A região da Freguesia/Brasilândia também conta com 17 Unidades Básicas de Saúde (UBS), 12 delas atuando com Estratégia Saúde da Família; 1 Ambulatório de Especialidades; 1 Hospital Dia Rede Hora/Certa; 1 Serviço de Assistência Especializada DST/AIDS; 1 Centro de Referência de Saúde do Trabalhador; 1 Unidade de Vigilância em Saúde; 1 Laboratório de Saúde Pública; 1 Centro de Convivência e Cooperativa; 1 Centro de Convivência Infantil; 1 Centro Especializado em Reabilitação; 1 Centro de Especialidades Odontológicas; 2 Centro de atenção Psicossocial III adulto (CAPS); 1 CAPS  II Infanto/Juvenil; 1 CAPS III Álcool/Drogas; 2 Unidades de acolhimento ligadas ao CAPS Álcool/Drogas; 3 residências Terapêuticas ligadas ao CAPS III adulto; 3 AMA's (Assistência Médica Ambulatorial); e 1 Pronto Socorro Isolado. Além disso, a região também conta com o Hospital Geral Vila Penteado, administrado pelo Governo do Estado de São Paulo.

Ações do documento