Notícias

Governo decreta quarentena em todos os municípios do Estado de São Paulo a partir da próxima terça-feira

Anúncio foi feito neste sábado (21/03) durante coletiva de imprensa com a participação do prefeito Bruno Covas

De Secretaria Especial de Comunicação

O Governo do Estado de São Paulo irá decretar um período de quarentena em todos os 645 municípios do estado a partir da próxima terça-feira (24). A medida é válida até 7 abril e se faz necessária para evitar a  disseminação do novo coronavírus. O anúncio foi feito neste sábado (21/03) durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes com a participação do prefeito Bruno Covas e do governador do estado, João Doria.

Segundo o prefeito Bruno Covas, na cidade de São Paulo os bares e outros estabelecimentos já deveriam estar fechados desde ontem (20/03). “Com a edição do decreto estadual não há necessidade de um decreto municipal para fechamento de restaurantes a partir de terça-feira. Seguimos a orientação do decreto estadual. Teremos um decreto municipal estabelecendo casos omissos ou dificuldade de interpretação orientando os fiscais da Prefeitura em relação a determinação estadual”, disse.

+ Prefeitura interrompe funcionamento de estabelecimentos comerciais

Covas também fez um apelo para que as pessoas permaneçam em casa. “Não é férias. É isolamento social. É um ato de humanidade, respeito ao próximo, família e amigos. Permaneçam em casa o máximo que puderem”, insistiu o prefeito.

O decreto determina o fechamento de todo comércio de serviços não essenciais em todo o estado de São Paulo pelo período de 15 dias. A medida poderá ser estendida se houver necessidade.

Os serviços essenciais nas áreas de saúde pública, alimentação, abastecimento, segurança e limpeza deverão seguir funcionando, resguardando os cuidados necessários.

Estão excluídos do decreto e poderão funcionar seguindo as recomendações sanitárias e de saúde:

Saúde

  • Hospitais;

  • Clínicas;

  • Clínicas odontológicas;

  • Farmácias;

Alimentação

  • Supermercados;

  • Hipermercados;

  • Padarias;

  • Açougue 

*não poderão permitir o consumo de alimentos no estabelecimento durante a quarentena.

Segurança

  • Todo sistema de segurança pública ou privada;

Limpeza

  • Empresas de limpeza, manutenção e zeladoria (pública ou privada);

Bancos

  • Serviços bancários, incluindo lotéricas, seguem funcionando normalmente.

Abastecimento

  • Transportadoras

  • Armazéns

  • Postos de gasolina 

  • Oficinas de automóveis e motocicletas

  • Serviços de transporte público (ônibus, trem, metro, taxi, aplicativos de transporte)

  • Call Center 

  • Pet shop

  • Bancas de jornais

Serviços de alimentação preparada (bares, cafés e restaurantes) deverão ser suspensos, concentrando sua atuação com serviços de delivery. 

“O uso do delivery é uma forma criativa de prosseguir funcionando e manter os seus profissionais. Eu e o prefeito Bruno Covas solicitamos que os empresários sejam criativos e solidários num momento de profunda dificuldade do país”, destacou o governador João Doria.

Vacinação

Na próxima segunda-feira (23) começa a vacinação contra a gripe (influenza) em todo o município de São Paulo, inicialmente para idosos e profissionais da saúde. 

Gradativamente, ela será disponibilizada para os seguintes grupos: crianças de seis meses a cinco anos de idade (cinco anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e professores das escolas públicas e privadas, assim como povos indígenas, grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e forças de segurança e salvamento também poderão ser vacinados.

Saiba mais sobre a vacinação clicando aqui.

+ Coronavírus: Confira as principais notícias publicadas no site da Prefeitura


Ações do documento

Vídeos

SPlica - Cursos Grátis no Portal do Cate