Notícias

Festas de fim de ano: em ano de pandemia, aglomerações devem ser evitadas

Celebrações em lugares públicos e confraternizações, mesmo que familiares, não são recomendadas

De Secretaria Especial de Comunicação

Praticamente um mês antes do Natal, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a melhor escolha para algumas famílias será não se reunir para as tradicionais confraternizações de fim de ano.

A recomendação do órgão global de saúde veio acompanhada de um alerta: “em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura para o Natal e o Ano Novo”. A medida se faz necessária para impedir a disseminação do coronavírus.

Apesar de 2020, um ano desafiador em todo o mundo, estar chegando ao fim, a pandemia continua. O vírus não parou de circular e a vacinação no Brasil só terá início em 2021. Portanto, festas e comemorações com aglomeração e abraços calorosos, típicas do povo brasileiro, não são recomendadas.

Ações do documento