Notícias

Feriado de Tiradentes: prefeito pede para que população fique em casa

Apelo foi feito durante anúncio de extensão da quarentena na última sexta-feira (17). Isolamento social na capital é de 49%, aponta Sistema de Monitoramento Inteligente

De Secretaria Especial de Comunicação

O prefeito Bruno Covas pediu nesta sexta-feira (17) que a população mantenha o isolamento social neste feriado. De acordo com o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP), do Governo de São Paulo, o percentual de isolamento na cidade registrado na última quinta-feira (16) foi de 49%. 

"Neste feriado fique em casa, não viaje. Não amplie as chances do vírus se espalhar por aí. Por enquanto, o isolamento social é a melhor vacina que nós temos contra o coronavírus", disse Covas

Se a taxa continuar baixa, o número de leitos disponíveis no sistema de saúde, tanto na rede pública como na rede privada, pode não ser suficiente para atender a população, caso o vírus se espalhe muito rapidamente e aumente de maneira expressiva o número de pessoas contagiadas. O Governador João Doria reforçou o pedido para que a maioria da população reduza drasticamente a circulação nas ruas para diminuir a velocidade de contágio do coronavírus.

"São Paulo acredita na ciência e confia nos médicos que salvam vidas. Pelo amor a vida, pelo amor às pessoas e por respeito à medicina, nós prorrogamos a quarentena. Para reabrir o comércio e os serviços precisamos controlar melhor a contaminação e ter o sistema de saúde em condições de atendimento para salvar vidas", disse o governador.

Nos últimos dias, o número de casos de contaminação pelo coronavírus aumentou a pressão sobre os hospitais públicos e privados, principalmente na rede privada. A taxa de ocupação de leitos de UTI já alcança 60% nas regiões metropolitanas da capital, litoral e interior. Algumas unidades da Secretaria Municipal de Saúde já atuam perto do limite de atendimento.

"Fiquem em casa, cuidem dos seus idosos para que eles possam, junto com vocês, enfrentar essa pandemia", disse o secretário Estadual de Saúde, José Henrique Germann.


SIMI-SP
A central de inteligência do Governo de São Paulo analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

No momento, há acesso a dados referentes a 104 cidades com mais de 70 mil habitantes, que podem ser consultados e estão também disponibilizados em gráficos no site https://www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/isolamento. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Estado possa consultar informações agregadas sobre deslocamento nos 645 municípios paulistas. As informações são aglutinadas e anonimizadas, sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social no enfrentamento ao coronavírus.

Ações do documento