Notícias

Ermelino Matarazzo receberá o primeiro Centro de Cuidados Integrados (CCI) de São Paulo

Unidade CCI da região Leste integra o Programa Avança Saúde SP, firmado entre a Prefeitura e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em 2019

De Secretaria Especial de Comunicação

O bairro de Ermelino Matarazzo, na Zona Leste da capital, receberá o primeiro Centro de Cuidados Integrados (CCI) da cidade de São Paulo. As obras em um prédio localizado na rua Catarina Álvares, 27, resultarão em dois andares dedicados ao cuidado, a recuperação e a manutenção da capacidade funcional dos pacientes, por meio de um processo ativo e contínuo, no período em que se prolonga o tratamento da fase aguda da doença ou a internação preventiva.

O CCI também tem como proposta a reabilitação, readaptação e a reinserção social e familiar do paciente. Trata-se de um centro de reabilitação de caráter inédito e inovador no município. Quando concluído, contará com 45 leitos e 12 dormitórios, sala de fisioterapia, duas salas multiuso, duas salas de observação, duas salas de TV e consultórios. A unidade contará ainda com farmácia e postos de enfermagem. Além de atender a todas as normas de acessibilidade, adotará lâmpadas de LED para maior eficiência energética e coleta seletiva de materiais recicláveis.

O serviço ajudará a liberar leitos de média e baixa complexidades na rede municipal hospitalar. A previsão é que o equipamento seja inaugurado no início do segundo semestre de 2021.

O público-alvo do equipamento é formado por todas as pessoas em situação de perda de autonomia, com diversos tipos e níveis de dependência funcional, que necessitam de intervenções sequenciais de saúde e apoio social. As obras do CCI estão inseridas no Programa Avança Saúde SP, resultado de acordo entre a Prefeitura de São Paulo e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O valor do investimento nesta unidade é de cerca de R$ 7 milhões.

Programa Avança Saúde São Paulo

No final do primeiro semestre de 2019, a Prefeitura assinou a contratação do financiamento de US$ 100 milhões (cerca de R$ 575 milhões) junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para projeto de reestruturação e qualificação das redes assistenciais de Saúde da cidade de São Paulo, o “Avança Saúde São Paulo”. O investimento total no programa será de US$ 200 milhões (R$ 1,150 bilhão) nos próximos cinco anos, dos quais US$ 100 milhões serão obtidos com o financiamento junto ao BID e o restante como contrapartida da Prefeitura.

No total, estão previstas cerca de 150 obras distribuídas por toda a capital e 60 mil profissionais da Saúde municipal em aperfeiçoamento para atender à população nas unidades de Saúde e também nas estações tecnológicas que devem operar com a Telemedicina. Além de novas construções, partes dos recursos serão investidos para a aquisição de equipamentos de média e alta complexidade para a área da Saúde, como tomógrafos e aparelhos de ressonância magnética.

O objetivo do Avança Saúde SP é ampliar a oferta, melhorar as condições de acesso e aprimorar a qualidade dos serviços municipais no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade de São Paulo.

 

Ações do documento