Notícias

Equipes do Serviço Funerário Municipal fazem campanha para fortalecer isolamento social

Profissionais tiraram fotos com a frase “Estamos trabalhando por vocês. Por favor, fiquem em casa por nós”, que foram afixadas no Crematório Dr. Jayme Augusto Lopes (Vila Alpina) e nos 22 cemitérios municipais

De Secretaria Especial de Comunicação

As equipes do Serviço Funerário Municipal iniciaram uma campanha para fortalecer o isolamento social e colaborar no combate ao coronavírus. Os profissionais do Crematório Dr. Jayme Augusto Lopes (Vila Alpina) e dos 22 cemitérios municipais tiraram fotos segurando placas com a frase: Estamos trabalhando por vocês. Por favor, fiquem em casa por nós, e afixaram as imagens em todas as unidades.

A ideia da campanha foi do superintendente do serviço funerário, Thiago Dias da Silva, baseado nas fotos produzidas pelas equipes de saúde pois os profissionais que atuam no crematório e nos cemitérios também fazem parte dos serviços essenciais para o bom funcionamento da cidade, além dos colaboradores da Coleta de Lixo, Segurança e Zeladoria.

A iniciativa começou com os médicos e enfermeiros no exterior e ganhou as redes sociais no Brasil. O objetivo é único: impedir o avanço da covid-19, apelando para que a população se mantenha em quarentena, sem sair de casa, pois as pessoas tanto podem ser contagiadas como transmitirem a doença.

Cuidados nos velórios e sepultamentos

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal das Subprefeituras, adotou novas regras para os velórios e sepultamentos na capital.  O acesso às salas de velório está limitado ao número máximo de dez pessoas e a duração é de 1h. As cerimônias noturnas foram canceladas.

Apesar de não serem recomendados, se for o desejo dos familiares, os funerais em casos suspeitos de covid-19 devem ser realizados com o caixão fechado durante toda a cerimônia.

Mesmo contando com 257 sepultadores, o Serviço Funerário Municipal precisou afastar cerca de 60% dos colaboradores, por pertencerem ao grupo de risco – 60 anos ou mais. Para garantir a prestação dos serviços, foi contratada  uma empresa privada - Carrara Serviços Limitada - para fornecer 220 profissionais temporários. 

Aumento da frota

Foram incorporados mais 20 carros para atender o Serviço Funerário. O número passou de 36 para 56 automóveis e dez unidades estão reservadas para o translado de corpos de vítimas ou suspeitas da covid-19. A higienização é realizada com água, detergente, água sanitária e cloro, ao final de cada serviço.

Em casos suspeitos ou confirmados, os sepultadores e coveiros utilizam equipamentos de proteção individual como máscara, luvas e uma roupa apropriada para o manejo dos corpos. O SFMSP disponibiliza álcool em gel para desinfecção de todos os funcionários. Para envolver os corpos das vítimas da pandemia, a Prefeitura adquiriu 5 mil unidades de um material plástico impermeável (Invol) que deve ser colocado ainda no hospital.  

 

 

Ações do documento