Notícias

Drive-In Paradiso devolve sessões gratuitas de cinema à população no mês de agosto

Evento será realizado até dia 23 no estacionamento da Assembleia Legislativa. Organizadoras falam sobre o projeto ao podcast Acontece em SP

De Secretaria Especial de Comunicação

O distanciamento social fechou as salas de cinema. Com aglomerações proibidas, ver filmes na grande tela se tornou um programa sem data para acontecer, com a exceção dos drive-in, modalidade popular no Brasil nos anos 70, que ressurgiram como alternativa para evitar o contato entre as pessoas durante o momento de entretenimento.

A Cidade de São Paulo também vai experimentar o modelo durante o mês de agosto com o projeto Drive-In Paradiso, uma parceria entre o Projeto Paradiso e a Prefeitura, por meio da SPCine e da Secretaria Municipal de Cultura. A programação, totalmente nacional, será exibida durante os finais de semana, até 23 de agosto, no estacionamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, ao lado do Parque Ibirapuera, com entrada gratuita.

Embora o contato entre as pessoas seja minimizado pelo uso dos automóveis próprios, as exibições também seguirão protocolos sanitários rígidos para prevenir o máximo possível o contágio pelo coronavírus. “O drive-in é somente para carro, não são aceitas bicicletas ou motos e o número de frequentadores é limitado a quatro pessoas por carro, com capacidade de 100 carros para permitir um distanciamento físico de 2 metros entre eles”, explica Josephine Borgois, diretora executiva do Projeto Paradiso. “A lógica é que ninguém saia do veículo e as saídas para uso dos banheiros serão monitoradas”.

O Drive-In tem curadoria de Marina Person e a seleção visa diferentes públicos, do drama à comédia, passando por sessões dedicadas a criadores negros na mostra #vidasnegrasimportam. Além de levantar questões importantes e fortalecer o mercado audiovisual brasileiro, afetado pelas medidas de controle da pandemia, a esperança é que a iniciativa também possa divertir a população e aproximar as pessoas.

“Já está todo mundo bem cansado de estar em casa, mas ao mesmo tempo é preciso ter responsabilidade ao sair dela”, diz Malu Andrade, diretora de desenvolvimento e políticas audiovisuais da SPCine. “Essa é uma maneira de você ter minimamente um respiro dessa vida. É um passeio diferente em família ou com amigos que vivem com você”.

Confira o bate-papo com Malu Andrade, diretora de Desenvolvimento e Políticas Audiovisuais da SPCine, Gabriela Fontana, coordenadora de Programação da Secretaria Municipal de Cultura, e Josephine Bourgois, diretora executiva do Projeto Paradiso e do Instituto Olga Rabinovich no episódio #59 do podcast Acontece em SP.

Ações do documento

Vídeos

SPlica - Atendimento Digital do Bilhete Único

Ver agenda completa