Notícias

Dia mundial do doador de sangue

Conheça os mitos e as recomendações. Doar sangue salva vidas!

De Secretaria Especial de Comunicação

No Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado nesta sexta-feira (14), o prefeito Bruno Covas participou de uma ação de incentivo ao ato com o ministro de Estado da Saúde interino, João Gabbardo dos Reis, e com o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.  A data é importante para promover a reflexão, a conscientização e o incentivo às campanhas, aumentando os estoques de sangue no mundo inteiro.

“É muito importante quando as pessoas se mobilizam. No ano passado, só aqui neste espaço, foram 150 mil voluntários que apareceram querendo doar. Vamos aproveitar este dia mundial para poder chamar mais pessoas que possam fazer este gesto de amor, de doação, de ajuda ao próximo. Doar sangue salva vidas de pessoas que você chegará a conhecer, mas que serão beneficiadas e manterão as suas vidas por conta desta doação”, disse o prefeito.

O objetivo da data é homenagear todos os doadores de sangue e conscientizar os não doadores sobre a importância do ato, que salva milhares de vidas. A data foi criada em 2014 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em uma homenagem ao nascimento do imunologista austríaco Karl Landsteiner (1868 - 1943), que descobriu o fator Rh e várias diferenças entre os diversos tipos sanguíneos.

O Brasil é considerado referência na área de doação de sangue entre os países da América Latina, Caribe e África. Desde 2009, a experiência brasileira vem sendo utilizada em cooperações com oito países para o fortalecimento e desenvolvimento da promoção e captação de doação voluntária.

Crédito da imagem: Leon Rodrigues / Secom

 

Alguns mitos sobre doar sangue:

  • A doação de sangue não engrossa nem afina o sangue;
  • Doando sangue você não ganha nem perde peso;
  • Mulheres podem doar sangue mesmo no período menstrual;
  • Doar sangue não oferece ao doador nenhum risco de contrair doenças infecciosas. Portanto, você não corre risco de contrair AIDS ou Hepatite com a doação de sangue.



E também algumas informações para quando for doar:

  • Portar documento oficial de identidade com foto (RG, Carteira Profissional, Carteira de Habilitação);
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita até 60 anos;
  • Pesar acima de 50 kg;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Estar descansado e alimentado, porém evitar refeições pesadas (gordurosas);

 

Homens podem doar a cada 2 meses, até no máximo 4 vezes ao ano e mulheres a cada 3 meses, até no máximo 3 vezes ao ano.

Para doar sangue você não deve: ter risco acrescido para doenças transmissíveis pelo sangue (ser usuário de drogas injetáveis e inalatórias, praticar sexo não seguro, vários parceiros sexuais ou ser parceiro sexual de portadores de Aids ou Hepatite).

Confira os locais de doação

Ações do documento

Vídeos

Como solicitar o tapa-buraco

Ver agenda completa